Reforma agrária - Bolívia

30/11/2006
Daniel Mendonça – escritório Barroso, Muzzi, Oliveira & Associados

"Péssima a tentativa de aproximar o gesto de Morales na Bolívia e a fala do Presidente Lula. Caminhas, Migalhas, da direção de Veja? E quanto à reforma agrária na Bolívia, não valeria lembrar que ela é provavelmente uma das medidas para cujo cumprimento foi Morales eleito (Migalhas 1.546 – 29/11/06 – "Reforma agrária")? Democraticamente eleito. Talvez, o povo da Bolívia, o povo mesmo, o povão, prefira sua realização à oposição de um Congresso que não lhe reflete a real condição. Não valeria refletir sobre isso? Ou melhor, até quando a palavra democracia será subrepticiamente limitada à garantia de instituições cuja face, não raro, é profundamente autoritária? E perversa. Mas não, não pensem que este pobre jornalista e (projeto de) advogado queira algo como uma ditadura do campesinato boliviano. Mas incomoda ver a tal democracia subrepticiamente colonizada em seus sentidos. Ora, como se o funcionamento do Congresso. Ora, como se o funcionamento milenar do Congresso da Bolívia... Valha-me Deus."

Envie sua Migalha