Caos nos aeroportos

8/12/2006
Anna Carolina Tymkiw

"Estou aqui novamente para, nas Migalhas dos leitores, expressar minha indignação com o governo brasileiro (Migalhas 1.552 – 7/12/06 – "Editorial"). O caos nos aeroportos vem nos mostrar como o cidadão brasileiro é importante para o governo! Acredito que existam muitas outras prioridades no governo como educação, saúde, geração de empregos, mas a segurança também deve estar entre estas prioridades. Segurança em todos os lugares. O espaço aéreo não é brincadeira e está relacionado com a nossa segurança. Foi preciso que 154 pessoas morressem para vir à tona toda esta 'desordem'? Não havia verba para a reforma do sistema e contratação de pessoal? Isso é inadmissível dizer, até mesmo é pecado, pois o Brasil tem como conseguir verbas para a modernização do sistema dos aeroportos. Sabe o que fico pensando? Que uma destas 154 pessoas poderia ser eu, você, qualquer um que neste momento está lendo minhas palavras. Dispomos de verbas e pessoal especializado. O que falta para começar isso? Tempo? Dinheiro? Foi necessário que 154 vidas fossem perdidas num acidente tão trágico. Tragédia que poderia ter sido evitada. Como se não bastasse, depois de 2 meses da tragédia, os pilotos americanos do Legacy ainda não foram interrogados, coisa que já deveria ter acontecido. Enquanto isso, fatos novos e inconcebíveis surgiram: falta de pessoal, falta de modernização dos equipamentos, falhas. Investimentos na hora certa teriam evitado a morte destas pessoas. Ações de indenizações aconteceram, mas não é o suficiente para calar a dor de parentes e familiares, nem compensar a ausência de pessoas queridas. Como se não bastasse, parentes terão que sufocar sua dor e lutar para que os culpados tenham sua merecida condenação. E, ainda mais, milhares de trabalhadores viram suas férias e seu trabalho interrompidos por este caos. A sociedade como um todo deve cobrar uma atitude séria, rápida e firme do governo. Como diz o Boris Casoy: Isso é uma vergonha! Obs.: Ainda não falamos do caos das estradas brasileiras... ainda tem mais essa... Da leitora, advogada e cidadã indignada,"

Envie sua Migalha