Ministério Público

10/1/2007
Wilson Silveira - CRUZEIRO/NEWMARC PROPRIEDADE INTELECTUAL

"Eleições no Ministério Público também são perigosas, assim como as outras eleições no Brasil, sistema de escolha que não raro serve para eleger o pior. As últimas eleições presidenciais no Brasil confirmam o fato. Mas, voltando ao Ministério Público, as eleições para chefia do órgão contavam com dois candidatos, ambos procuradores de justiça: Vicente Augusto Cruz Oliveira, procurador geral de Justiça licenciado, e Mauro Campbell Marques, procurador do Ministério Público Estadual no Amazonas. Vai daí que o primeiro, procurando se garantir, contratou um pistoleiro para executar o outro candidato (Migalhas 1.571 – 10/1/07 - "Chame o ladrão, chame o ladrão..." – clique aqui). O contratante do atentado, o agenciador e o pistoleiro contratado foram presos. A assessoria de imprensa do Ministério Público não se manifestou sobre o caso. E nem precisava... Comentar o quê?"

Envie sua Migalha