SPPREV

20/12/2007
José Dufek Netto

"Colegas, não consigo acreditar! O governo conseguiu desviar o principal recurso da nossa carteira, aquele proveniente das custas judiciais, e ninguém fez nada para impedir. Nem a presidência da carteira, nem a OAB, nem o IPESP, e tampouco a AASP e o IASP, que integram o conselho da carteira. Para mim isto é inconcebível e me parece muito estranho. Não é normal que alguém responsável por um bem de tamanha importância social deixa esse bem perecer a sua frente, aos seus olhos, todos os dias, e nada fazer, ficar inerte, deixar acontecer.só consigo acreditar que isso possa acontecer quando se tratar de caso pensado. Também não aceito o discurso de que um novo gestor deverá ser eleito para administrar a nossa carteira e que a SPPREV está proibida de fazê-lo. No meu entender, se existir vontade política, a lei poderá ser alterada para permitir que o IPESP ou a SPPREV continue administrando nossa carteira, pois a função do advogado é a de promover a justiça, portanto uma função diferenciada de qualquer outra. Advogado, juiz e promotor formam o tripé do nosso sistema judiciário. Ora, sem o advogado não há justiça. Portanto, que mude a lei para preservar direitos garantidos por outra lei ainda vigente. Quanto aos recursos que foram surrupiados pelo governo, caso a ilegalidade não seja interrompida e reparada, poderemos contribuir com um valor adicional para garantirmos a saúde da nossa carteira e a nossa aposentadoria. Esta é a minha proposta."

Envie sua Migalha