sexta-feira, 5 de março de 2021

PÍLULAS

Publicidade

Pixuleco II

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

A Lava Jato alcançou o meio jurídico. Ontem, quatro escritórios de advocacia foram alvos dos mandados de busca cumpridos na 18ª fase da operação, batizada de Pixuleco II. As bancas têm sede em Curitiba, Porto Alegre e SP.

Observação

A advocacia tem prerrogativas que precisam ser observadas. Aliás, bem sabe o profissional do Direito que os destinatários das prerrogativas não são os advogados, e sim a sociedade. Isso porque só com uma defesa independente é que se pode ver a concretização da Justiça. Assim, é preciso ter cautela e não fazer prejulgamentos quanto à operação de ontem. Nem para o céu, nem para a terra. Nem os causídicos têm direito a fazer tudo, nem Moro pode sair derrubando portas desmotivadamente. De modo que é melhor aguardar o andamento das coisas. Não se pode dizer que houve excesso porque não se conhece o conjunto da investigação. O histórico das operações, no entanto, dá indicativos. Quer nos parecer que não foi uma mera delação, por mais premiada que seja, que respaldou as buscas e apreensões. Por fim, imaginamos que Moro não se arriscaria a ter a ira de toda a advocacia por um pixuleco qualquer. Com efeito, se houve excesso, haverá resposta. No entanto, é forçoso convir que afora a desarmônica camisa preta, Moro tem acertado nos alvos.

Atualizado em: 14/8/2015 11:08

LEIA MAIS