segunda-feira, 19 de abril de 2021

PÍLULAS

Publicidade

Desliga esse telefone !

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

O ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa, é um homem que circula entre os cadernos policiais e políticos dos jornais com uma desenvoltura invejável. Em fevereiro deste ano, a revista Época informou que havia constrangedoras conversas grampeadas pela PF na qual o ministro Gilmar Mendes e o ministro da Justiça José Eduardo Cardozo teriam telefonado para o ex-governador para demonstrar solidariedade diante do cumprimento de busca e apreensão em sua residência. Mês passado, foi a vez da esposa de Silval entrar na história. Roseli Fátima Meira Barbosa foi presa por suspeita de envolvimento em esquema de desvio milionário da Secretaria de Assistência Social de MT. Na escuta, a PF flagrou o ex-governador em outra conversa comprometedora. Dizem a UOL e o Estadão, que o peemedebista Silval teria acionado o vice-presidente Michel Temer. Conversas interceptadas com a chefe de gabinete de Temer revelam uma baldada ou não tentativa de apoio. Macaco velho, Temer não teria falado com Silval. Mas segundo os informes, a assessora do vice-presidente ligou para Silval no dia 25/8, às 21h50, usando seu celular funcional, querendo saber o nome completo de sua mulher. Os jornais dizem que no dia seguinte ela foi solta por liminar do ministro Reynaldo Soares da Fonseca, do STJ. No entanto, verdade seja dita, a liminar está datada do próprio dia 25, e ela só foi solta, de fato, no dia seguinte. Mas é muita puerilidade achar que o vice-presidente da República ligou para quem quer que seja para pedir a soltura da mulher de um correligionário. Nos informes, conforme poderá se verificar, tanto o vice-presidente, como o ministro, negam qualquer ingerência. Matéria do Estadão, clique aqui ; matéria da UOL, clique aqui. Ainda sobre o ex-governador, no último dia 17 ele foi preso, e hoje ainda viu o Sol nascer diferentemente da forma que estamos acostumados.

Atualizado em: 24/9/2015 11:37

LEIA MAIS