domingo, 18 de abril de 2021

PÍLULAS

Publicidade

Baú migalheiro

quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Há 59 anos, no dia 21 de outubro de 1956, o I Tribunal do Júri do DF condenou a 25 anos de reclusão Gregório Fortunato, ex-chefe da guarda pessoal do presidente Getúlio Vargas, acusado de mandante da tentativa de homicídio do jornalista Carlos Lacerda, e do homicídio do Major-Aviador Rubens Florentino Vaz, crimes ocorridos em 5 de agosto de 1954. 

Atualizado em: 20/10/2015 17:29