segunda-feira, 19 de abril de 2021

PÍLULAS

Publicidade

Editorial

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

São findas as eleições nas seccionais da OAB. É forçoso convir que quem não se envolve na política de classe, e são muitos, não compreende o motivo de tanto auê. De outra parte, os que vivenciam isso de perto sabem que os pleitos são acalorados. Por estas razões, a cobertura jornalística não é tarefa fácil, ainda mais considerando nosso continental país, com a variada gama de necessidades e interesses. Durante as últimas semanas, de forma estritamente objetiva, este nosso poderoso rotativo da mídia jurídica tratou do tema. Fazendo algo sem paralelo, montamos uma seção específica para que o leitor pudesse conhecer os candidatos, ter acesso às propostas, às páginas no Facebook, aos sites das campanhas, aos vídeos por eles produzidos, etc. (clique aqui). O espaço de cada um era rigorosamente idêntico, de modo a não interferir no processo democrático. Prestando esse serviço ao advogado-eleitor, esperamos ter velado pela legitimidade na captação de sua vontade ao indicar seus representantes. A propósito, é preciso consignar que todos os causídicos que ingressam na vida política de classe fazem-no com os mais respeitados propósitos e, por isso são merecedores de nossa mais elevada consideração. Sair vencedor ou vir-se derrotado são contingências do momento, que não afastam suas honorabilidades. Nesse sentido, amainado o calor dos pleitos, a hora é de conciliação, de harmonização dos contendores, de se darem as mãos em prol da advocacia. Porque de todos e com todos, eleitos ou não, há grandes ideias a aproveitar, há inestimáveis lições a aprender.

Migalhas dos leitores - Eleições da OAB

"Parabéns ao Migalhas por realizar uma ampla, completa e imprescindível cobertura das eleições da OAB, contribuindo ao fortalecimento da entidade da advocacia e da cidadania." Marcus Vinicius Furtado Coêlho - presidente nacional da OAB

__________________

Atualizado em: 30/11/2015 07:23