Migalhas

Sábado, 28 de março de 2020

ISSN 1983-392X

Resultado do sorteio da obra "Sementes do Destino"

Veja quem faturou o exemplar do livro "Sementes do Destino" (Foco – 336p.), de Pedro Gordilho.

segunda-feira, 12 de abril de 2010


Sorteio de obra

Resultado da compilação de 70 crônicas e ensaios que escreveu ao longo da vida, a obra "Sementes do Destino" (Foco – 336p.), do advogado Pedro Gordilho, é composta de seis capítulos e aborda assuntos como Paris, lugares que merecem ser conhecidos no mundo ocidental, o credo religioso, música erudita, tabaco, boa mesa, vinhos e museus.

"Quais sementes? Que destino? Aquelas que colhi com aprazimento por todos esses muitos anos e que, semeadas novamente, produziram gostos e preferências, escolhas, caminhos, depois colheitas, muitas já amadurecidas que os variados escritos a seguir reproduzidos haverão de representar.

Quando recebi o convite da querida prima Consuelo Badra para escrever em sua tão justamente celebrada Revista Foco pareceu-me, desde então, que deveria apresentar somente temas de meu agrado e experiências pessoais ,como que ressaltando algumas,muitas sementes de meu destino, umas que ainda continuam imaturas, é certo, outras completamente verdes, mas muitas, inúmeras, prontas para o consumo.

O belo quadro de Millet tem muita identidade com o título escolhido para o livro. Por dois motivos. Chama-se Les Glaneuses e, como o nome assinala, retrata com luz, simplicidade e beleza o labor realizado pelas respigadeiras, colhedoras das sementes que restaram sobre a terra após a moisson, que é a colheita de cereais, notadamente do trigo maduro.

É o que tenho procurado fazer, descrevendo nos variados artigos — precisamente setenta, no setuagésimo ano de servidão humana — um pouco do que sobrou de textos escritos por pessoas mais credenciadas que se voltaram para os mesmos assuntos neles focalizados.

Esse é também o quadro — em fiel reprodução blanc et noir — que Madame Quenault, a antiga proprietária do apartamento de Paris, personalidade boníssima, muito estimada e em vida integrante do Conselho Curador do Museu do Louvre, deixou pendurado na parede lateral esquerda da pequena entrée. Conquanto escuro, gasto pelo século e por muito tempo desocupado, a bela reprodução de Les Glaneuses, copiada na página anterior, sobressaiu naquele ambiente sombrio, indicando-me o caminho a tomar. A arte tem esse mérito, ela por vezes nos põe em uníssono com a vida.

Eis porque, depois de restaurada, continua lá, resplandecente, como um raio de luz a iluminar as sementes do destino." O autor

Sobre o autor :



Pedro Gordilho
nasceu em Salvador/BA, em 1938. Formou-se em Direito pela UFBA e aos 22 anos mudou-se para Brasília/DF. Desde então exerce a profissão de advogado e atende em todos os ramos do Direito. Foi ministro do TSE, na cota de advogados, de 1978 a1982.



_______________

 Ganhadora :

Marisley Oss Lorenzoni, de Vitória/ES



____________

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-