Migalhas

Terça-feira, 7 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

Resultado do sorteio do livro vencedor do 53º Prêmio Jabuti

Veja quem ganhou a obra "Fundamentos Constitucionais do Direito Ambiental", de autoria de Norma Sueli Padilha.

sexta-feira, 21 de outubro de 2011


Prêmio Jabuti 2011

CBL anuncia o grande vencedor do 53° Prêmio Jabuti na categoria Direito


A Câmara Brasileira do Livro - CBL (clique aqui) anunciou o grande vencedor do 53° Prêmio Jabuti, de 2011, na categoria Direito. A obra escolhida foi "Fundamentos Constitucionais do Direito Ambiental" (concorra a um exemplar no final da página), de autoria de Norma Sueli Padilha, publicada pela Editora Campus Elsevier.


O livro apresenta aos leitores uma visão geral e simplificada dos fundamentos constitucionais que dão base à construção das leis ambientais e ressalta a importância deste novo e crescente ramo da ciência jurídica.



"É uma honra receber um reconhecimento de valor inestimável como o Prêmio Jabuti e representar grandes autores que constroem o Direito Ambiental no Brasil e lutam por sua implementação. Sinto que premiar um livro que defende o compromisso constitucional com a sustentabilidade ambiental e ressalta a importância de uma mudança de postura ética da sociedade brasileira em relação ao meio ambiente, enaltece, de forma indireta, a importância do tema no atual contexto nacional de degradação ambiental", segundo a autora.

História

A história do Prêmio Jabuti começou por volta de 1957, em um período repleto de desafios para o mercado editorial, com recursos escassos e baixa articulação do segmento. Apesar das adversidades, não faltava entusiasmo aos dirigentes da CBL naquela época. As discussões foram comandadas pelo então presidente da entidade, Edgar Cavalheiro e pelo secretário Mário da Silva Brito – dois intelectuais e estudiosos da literatura brasileira –, além de outros membros da diretoria do biênio 1955/1957 interessados em premiar autores, editores, ilustradores, gráficos e livreiros que mais se destacassem a cada ano.

Essas discussões em torno de uma "láurea" ou "galardão", como se dizia na época, ganharam forma na diretoria seguinte, de 1957/1959, presidida por Diaulas Riedel, a quem coube a confirmação da escolha da figura do jabuti para nomear o prêmio e a realização de concurso para a confecção da estatueta, vencido pelo escultor Bernardo Cid de Souza Pinto.

A primeira premiação ocorreu também na gestão do presidente Diaulas Riedel. No final do ano de 1959, em solenidade simples e despretensiosa realizada no auditório da antiga sede da CBL na av. Ipiranga, foi feita a entrega do primeiro Prêmio Jabuti. Foram laureados autores como Jorge Amado, na categoria Romance, pela obra "Gabriela, Cravo e Canela". A Editora Saraiva ganhou o prêmio de editor do Ano.

Por que Jabuti ?

A resposta tem explicação no ambiente cultural e político da época, influenciado, sobretudo, pelo modernismo e nacionalismo, pela valorização da cultura popular brasileira, nas raízes indígenas e africanas, nas suas figuras míticas, símbolos seculares carregados de sabedoria e experiência de vida e legados de uma geração à outra. Sílvio Romero, Mário de Andrade, Monteiro Lobato e Luís da Câmara Cascudo, entre o final do século XIX e o início do século XX, foram pioneiros na pesquisa, no estudo e na divulgação dessa rica cultura popular.

E foi Monteiro Lobato, provavelmente, o mais prolífico na recriação literária das histórias desses personagens meio enigmáticos, meio reveladores e sempre sedutores do folclore nacional. Um desses personagens da literatura infantil de Lobato é, como se sabe, o jabuti. O pequeno quelônio, já familiar no imaginário das culturas indígenas tupi, ganhou vida e personalidade nas fabulações do autor das "Reinações de Narizinho", como uma tartaruga vagarosa, mas obstinada e esperta, cheia de tenacidade para vencer obstáculos, para enganar concorrentes mais bem dotados e chegar na frente ao fim da jornada. Com essas credenciais, ganhou também a simpatia e a preferência dos dirigentes da CBL. Eles o elegeram para inspirar e patrocinar um prêmio para homenagear e promover o livro.

Categorias

Vinte nove categorias são premiadas com a estatueta :

1. Capa

2. Ilustração

3. Ilustração de Livro Infantil ou Juvenil

4. Arquitetura e Urbanismo

5. Artes

6. Biografia

7. Ciências Exatas

8. Ciências Humanas

9. Ciências Naturais

10. Ciências da Saúde

11. Comunicação

12. Contos e Crônicas

13. Didático e Paradidático

14. Direito

15. Economia, Administração e Negócios

16. Educação

17. Fotografia

18. Gastronomia

19. Infantil

20. Juvenil

21. Poesia

22. Psicologia e Psicanálise

23. Reportagem

24. Romance

25. Tecnologia e Informática

26. Teoria / Crítica Literária

27. Turismo e Hotelaria

28. Projeto Gráfico

29. Tradução

__________

 Ganhadora :

Carolina Lang Martins, de Curitiba/PR

__________

__________

Adquira já o seu :












__________

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-