segunda-feira, 6 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

Cultura

"Como seria um mundo sem regras": concurso traz curtas-metragens que impactam a sociedade

Evento cultural contou com apoio do escritório Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

"Como seria o mundo sem regras"? Concurso de curtas-metragens, que contou com apoio cultural do escritório Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados, premia produções com temas sociais.

O advogado Renato Schermann Ximenes de Melo participou do quadro de jurados ao lado do roteirista Luiz Bolognesi e do crítico de cinema Sérgio Rizzo.

Foram premiadas as produções "Salvem os Informantes", de Patrícia Teles, "Abrupto”, de Paulo Fialho, e "Por Via de Regra", de Carlos Eduardo de Oliveira.

____________

Salvem os Informantes

"Bradley Maning, o soldado que vazou dados sigilosos ao site WikiLeaks, Julian Assange, fundador do WikiLeaks exilado em Londres, e Snowden que tornou público que os EUA espionam dados privados de países e cidadãos mostram que o mundo sem regras já existe".

Abrupto

"Uma aventura lisérgica pelos corredores do subconsciente humano."

Por via de regra

"Vivendo em uma favela da região metropolitana do Recife, dois jovens tentam produzir arte dentro de um contexto que foge às regras mais básicas de vivência. Os jovens buscam por meio da arte, seja ela poesia, música ou áudio visual, dar voz aos seres silenciados e esquecidos pela nossa sociedade."

O concurso cultural busca incentivar a reflexão e a expressão criativa de temas que impactam a sociedade.

informativo de hoje

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram