sábado, 26 de setembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Lançamento de obra "A Raiz das Coisas - Rui Barbosa: o Brasil no Mundo"


Lançamento

Em "A raiz das Coisas", o autor Carlos Henrique Cardim organiza o legado de um dos mais importantes brasileiros da História

  • Data: 7/4 (segunda-feira)
  • Horário: 19h
  • Local: SP, Livraria Cultura - (Conjunto Nacional - av. Paulista, nº 2073)

É um personagem distorcido, folclorizado, pouco estudado e seriamente analisado. Em uma enquete para determinar a maior personalidade brasileira de todos os tempos, ele figurou num time com personagens como Juscelino Kubitschek e Getúlio Vargas.

Em pesquisas para escolher o maior brasileiro da História, ele empatou com outro importante nome para o meio jurídico, no caso Machado de Assis. Foi consagrado também como jornalista, político, diplomata, escritor, filólogo, tradutor e orador brasileiro.

A rua em que nasceu - rua dos Capitães - na capital baiana, hoje leva o seu nome.

Possui status e reconhecimento mais que nacional, é nome de avenida prestigiada e até sua efígie figurou nas notas de Cz$ 10,00 (dez cruzados) de 1986, ainda assim, continua um mistério para a maioria das pessoas.

A necessidade de se aprofundar o conhecimento sobre esse notável brasileiro inspirou o diplomata e professor universitário Carlos Henrique Cardim a escrever "A Raiz Das Coisas - Rui Barbosa: o Brasil no Mundo" (350 p.), apoiado nos pensamentos e ações de Rui.

Cardim reúne na obra, textos até então de difícil acesso e dispersos em várias fontes. O livro possibilita compreender o papel de Rui Barbosa no quadro político do início da República, sua contribuição para a entrada do país na política mundial e que papel teria na primeira Guerra Mundial e no caso Dreyfus.

Além de ter sido peça fundamental na questão do Acre e do rearmamento naval. Rui legou ao Brasil uma herança que interferiu diretamente nas relações internacionais mantidas até hoje.

Este livro apresenta o ideário de Rui - "o grande ideólogo da classe média", no dizer de San Thiago Dantas -, o quadro político do início da República, a luta do estadista baiano em diversas questões externas. E organiza o legado ruiano em matéria de relações internacionais.

Sobre o autor :

Carlos Henrique Cardim, diplomata de carreira e professor universitário, é embaixador, docente do Instituto Rio Branco e da Universidade de Brasília. Dirige o Instituto de pesquisa de Relações Internacionais (IPRI), órgão da Fundação Alexandre de Gusmão (FUNAG), entidade vinculada ao Ministério das Relações Exteriores. Serviu nas embaixadas do Brasil em Buenos Aires, Santiago, Washington e Assunção. Foi assessor do Secretário-Geral da Relações Exteriores e do Diretor do Instituto Rio Branco.Doutor em Sociologia pela Universidade de São Paulo, foi Decano de Extensão da Universidade de Brasília (UnB) e Presidente do Conselho Editorial da Editora da UnB. Editor da revista Diplomacia Estratégia Política DEP, periódico dedicado a temas dos países da América do Sul.

________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 1/1/1900 12:00