Quarta-feira, 23 de outubro de 2019
      RSSCompartilhar FacebookCompartilhar Twitter


Tour Jurídico – Barbados III

Barbados – Juristas de Destaque

Encontramos, na história de Barbados, dois profissionais do Direito que deixaram seus nomes no rol dos "heróis nacionais":

  • Samuel Jackman Prescod (1806-1871)

Nascido da união de mãe negra (liberta) e pai branco, foi a primeira pessoa "não-branca" a se eleger para a Assembléia de Barbados, a Casa legislativa do período colonial, onde atuou por 20 anos. É conhecido na história do país como o "Tribuno do povo", pois além de sua atuação na Casa da Assembléia, foi jornalista e editor do jornal New Times, onde seus artigos e discursos inflamavam os negros a lutarem por seus direitos. Em 1860 aposentou-se do Parlamento e aceitou o cargo de Juiz Assistente na Corte de Apelação.

 

  • Sir Grantley Herbert Adams (1898-1971)

É figura legendária da história do país. Na vida política de Barbados, soube combinar o talento de um grande advogado com a visão de um político, contribuindo para transformar Barbados em um país mais progressivo. Foi o primeiro Primeiro-Ministro de Barbados, e o único Primeiro-Ministro da extinta Federação das Índias Ocidentais, tentativa de unificação dos países caribenhos de colonização britânica levada a efeito na década de 60 do século XX. Já era um advogado respeitado quando foi eleito para o Parlamento, na década de 30, onde as bandeiras que defendeu levaram-no a obter o respeito de pessoas de todas as classes sociais do país (direito de voto para as mulheres; modernização e implantação de melhorias no sistema educacional de Barbados; criação do Departamento do Trabalho; melhoria nas condições de trabalho dos atendentes no comércio; construção do Hospital Queen Elizabeth). Sob sua liderança o Partido Trabalhista de Barbados obteve cinco cadeiras no Parlamento.

Atuou como advogado no paradigmático caso Payne, em que se examinava a deportação de um sindicalista nascido em Trinidad, atuação que teve o mérito de acalmar os ânimos então revoltosos no país, fazendo aumentar sua reputação.

Sua vida foi intensa campanha contra o antigo regime (“plantocracy”) e seus malefícios.

Morreu em novembro de 1971, e foi enterrado na Catedral de St. Michael.

 

Destacamos, também, alguns juristas do cenário contemporâneo:

  • Mr. Wilfred Abrahams

É o atual presidente da Barbados Bar Association, o mais jovem advogado a ocupar o cargo em toda sua história.

Obteve seu diploma de graduação em Direito na University of the West Indies, Cave Hill Campus, em 1994. Em 1996 foi admitido na Barbados Bar Association. É associado do escritório Aegis Chambers, em Bridgetown. É membro do Painel de Arbitragem da Associação Olímpica de Barbados; é Conselheiro do Fórum Nacional de Violência Doméstica. É um entusiasta dos esportes, e um torcedor fanático do time de críquete West Indies.

 

  • Heather F. Clarke

É magistrada no Distrito Holetown. Obteve seu diploma de graduação em História e Ciências Sociais na University of West Indies e o grau de bacharel em Direito pela Tyne Polytechnic, Newcastle. Foi admitida na Bar em Londres, em 1986. No ano seguinte, obteve o título de Mestre em Direito pela London School of Economics and Political Science.

Após seu retorno a Barbados em 1987, trabalhou como advogada associada no escritório R.G. Mandeville & Co, antes de integrar o escritório do Procurador-Geral como uma Conselheira da Rainha. Em 1994 foi transferida para o Departamento Judiciário. Foi membro da Comissão de Visita e Supervisão de Prisões de sua Majestade no período de 1996 a 1998. É membro do Conselho de Direito de família desde 1997.

É membro da Associação dos Magistrados e Juízes da Commonwealth, e da Associação Internacional de Mulheres Juízas.

_______________

Esta matéria foi colocada no ar originalmente em 15 de maio de 2007.
ISSN 1983-392X

 

      RSSCompartilhar FacebookCompartilhar Twitter

Notícias de destaque

Apoiadores



Fomentadores