Terça-feira, 20 de agosto de 2019 Cadastre-se

ISSN 1983-392X

Justiça eleitoral produz fake news

sexta-feira, 17 de agosto de 2018


Ontem o JN, da Globo, a despeito de fazer uma reportagem sobre fake news, caiu numa esparrela. Primeiro, mostrou um setor do TRE/PE, que fica vigiando fake news. Faltou ao noticiário entrevistar alguém esclarecido para dizer que aquilo não é função da Justiça Eleitoral e, pior, trata-se de uma ilegalidade sem tamanho. Mas há mais. Em certa altura, o jornal disse que "Repassar notícias falsas é crime – Pena de 2 meses a 1 ano de detenção". De onde vem uma patacoada assim? Cadê o tipo penal? Ai, ai, ai.... A fonte da informação, segundo a Globo, seria o TRE de Pernambuco. De modo que, se foi a Corte pernambucana que disse essa bobagem, ela própria foi a criadora de uma fake news (kkkk). E a Globo errou ao repassar essa informação, que não é verdadeira. O correto é o cioso jornalista William Bonner, hoje, corrigir isso.