Sábado, 15 de junho de 2019 Cadastre-se

ISSN 1983-392X

Baú migalheiro

quarta-feira, 2 de janeiro de 2019


Há 72 anos, no dia 2 de janeiro de 1946, o então presidente da República, José Linhares, assinou o decreto-lei 8.534/46, que determinava que o Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional passaria a constituir a Diretoria do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, subordinada ao Ministério da Educação e Saúde. A partir disso, a diretoria passou a ter a responsabilidade de inventariar, classificar, tombar e conservar monumentos, obras, documentos e objetos de valor histórico e artístico existentes no país. Mais tarde, em 1970, por meio do decreto 66.967/70 – que organizou o Ministério da Educação e Cultura – a diretoria passou a se chamar Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN.