domingo, 24 de maio de 2020

ISSN 1983-392X

Pílulas
Baú migalheirosegunda-feira, 17 de junho de 2019

Há 61 anos, no dia 17 de junho de 1958, tornou-se público o rompimento do então presidente da República Juscelino Kubitschek com o FMI - Fundo Monetário Internacional. A ruptura, ocorrida após um ano de negociações, se deu porque o governo brasileiro se recusou a ceder às exigências do órgão para a concessão de financiamentos. Um ano antes, o presidente havia solicitado ajuda financeira ao Fundo com fins de reduzir a necessidade de emissão de papel-moeda, a qual teve sua liberação condicionada a um plano recessivo de ajuste fiscal e contenção salarial, o que poderia vir a comprometer o plano de metas proposto pelo presidente. 

t

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram