Sexta-feira, 20 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

Estudo

Pesquisa revela atuação de escritórios de advocacia em operações de fusões notificadas ao Cade

10 escritórios de advocacia responderam por 86% das operações de fusões e aquisições notificadas ao Cade nos quatro primeiros meses de 2019.

quarta-feira, 1º de maio de 2019

Um estudo realizado pelo escritório Cescon Barrieu Advogados mostra que 10 escritórios de advocacia responderam por 86% das operações de fusões e aquisições notificadas ao CADE nos quatro primeiros meses de 2019.

O ranking considerou o período de janeiro a abril de 2019 e também revelou que apesar do cenário econômico incerto, o número de transações se manteve em patamares estáveis quando comparado ao mesmo período de 2018. 

t

Ricardo Gaillard, sócio especialista em CADE, explica que “a análise concorrencial é uma das primeiras etapas em uma operação, e os times de M&A e CADE atuam de forma conjunta durante todo o processo”.

Outro ponto levantado por Gaillard se refere às decisões da autarquia e o amadurecimento do órgão: “cada vez mais sofisticadas, as decisões demandam alocação cuidadosa dos riscos concorrenciais entre os agentes privados”. Não por outra razão os escritórios de advocacia buscam times cada vez mais especializados.

Confira abaixo a quantidade de atos de concentração feitos pelos 10 primeiros escritórios:

Posição

Escritório

Total 2019

1

Cescon Barrieu Advogados

16

2

Mattos Filho, Veiga Filho, Marrey Jr. e Quiroga Advogados

14

3

Pinheiro Neto Advogados

13

4

BMA – Barbosa, Müssnich, Aragão

10

5

Machado Meyer Advogados

9

6

Caminati Bueno Advogados

8

7

Trench Rossi Watanabe

7

8

Veirano Advogados

6

9

Levy & Salomão Advogados

6

10

Stocche Forbes Advogados

6

A pesquisa teve por base os editais publicados no Diário Oficial da União, confirmados no site CADE a partir dos escritórios que têm procuração nos autos dos processos.

_____________

leia mais

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes