Quarta-feira, 18 de setembro de 2019

ISSN 1983-392X

De braços abertos, Migalhas recebe o Departamento Jurídico do Banco Bradesco S/A em seu rol de Apoiadores

x

quarta-feira, 1º de outubro de 2008


Novo apoiador

Bradesco - História de sucesso e dedicação

Honrados, damos hoje continuidade ao novo ramo de apoiadores do Portal Migalhas, os importantes Departamentos Jurídicos das empresas, com o anúncio da entrada do Departamento Jurídico do Banco Bradesco S/A.

Migalhas agradece aos novos apoiadores contando um pouco mais da história de sucesso e dedicação do Banco Bradesco e de seu fundador, o empreendedor bancário Amador Aguiar.

Nascido em Ribeirão Preto, Amador Aguiar notabilizou-se por descobrir soluções simples para problemas aparentemente complexos. Outra característica marcante era sua indiferença aos bens materiais excessivos e exibicionistas.

Para Amador Aguiar, a verdadeira fonte da vida estava na construção de uma empresa que se perpetuasse por gerações. Inicialmente, quis alcançar a liderança do mercado financeiro. Conseguiu o feito oito anos depois da inauguração do Bradesco, em 1943. Depois, procurou continuar crescendo para consolidar e ampliar a liderança.

___________________
____________

Bradesco

Ao longo dos 60 anos de sua história, o Bradesco prova que tomou o rumo acertado para se manter na liderança do mercado brasileiro. Conheça um pouco mais dessa trajetória, contada abaixo e dividida em décadas

  • Década de 40

O Bradesco é fundado em 1943, em Marília, no interior de São Paulo, com o nome de Banco Brasileiro de Descontos. Sua estratégia inicial consiste em atrair o pequeno comerciante, o funcionário público, pessoas de posses modestas, ao contrário dos bancos da época, que só tinham atenções para os grandes proprietários de terras. O Bradesco é um dos primeiros a estimular o uso de cheques por seus correntistas, que são orientados a preencher as folhas nas próprias Agências. Em 1946, a matriz é transferida para a capital paulista, na rua Álvares Penteado, no centro da cidade.

  • Década de 50

Com apenas oito anos de vida, em 1951, o Bradesco torna-se o maior Banco privado do Brasil. Nessa década, o Banco chega ao norte rural do Paraná e decide também erguer sua nova sede em Osasco. A construção da matriz inicia-se em 1953 e leva seis anos para ser concluída. Em 1956, é criada a Fundação Bradesco, com o objetivo de levar educação gratuita a crianças, jovens e adultos carentes.

  • Década de 60

A década marca a chegada da informática ao Banco. Em 1962, o Bradesco é a primeira empresa a adquirir o primeiro computador da América Latina, que possibilitava o acesso a extratos diários aos Clientes, prestação de serviço inédita para a época. Seguindo a estratégia de pioneirismo, o Bradesco implanta o Cartão de Crédito Bradesco, em 1968.

  • Década de 70

Época do milagre econômico brasileiro, com o País experimentando taxas de crescimento anuais acima de 10%. Esse cenário favorece a expansão do Bradesco, que passa a atuar fortemente no segmento de crédito, principalmente no financiamento de veículos. Nessa década, o Bradesco incorpora 17 outros bancos e, ao inaugurar duas novas unidades em 1978, uma no Oiapoque (AP), outra no Chuí (RS), pontos extremos do País, chega à milésima agência. É implantada a cobrança automática e o Banco começa a atuar em projetos agropecuários.

  • Década de 80

O Bradesco forma o Grupo Bradesco Seguros, com negócios nos segmentos de previdência privada aberta e de capitalização, além da seguradora. O uso do cartão magnético se populariza entre os Clientes ao longo desses anos. As primeiras Agências com auto-atendimento e o Telecompras Bradesco são implantados. Em 1986, o serviço Telesaldo, hoje Fone Fácil Bradesco, entra em operação.

  • Década de 90

No início dessa década, todas as Agências Bradesco passam a trabalhar on-line e o Auto-Atendimento se expande em todo o Brasil. São implantadas máquinas automáticas de emissão de cheques, de saques e recolhimento de depósitos. O sistema de Internet Banking conquista os Clientes e passa a ser um dos mais importantes canais de atendimento, com milhões de usuários cadastrados. É implantado o Bradesco Mobile Banking, que permite operações de consulta de saldos e extratos e pagamento de algumas contas pelo celular. O Bradesco fecha o século na liderança entre os Bancos privados do Brasil.

  • Década de 00

Maior Banco privado no Brasil, o Bradesco sempre manteve-se à frente no mercado de varejo. Hoje, está entre os líderes em diferentes segmentos, como Corporate, Private e no atendimento de micro, pequenas e médias empresas.

Amador Aguiar

Amador Aguiar nasceu em 11 de fevereiro de 1904. Começou sua vida profissional como tipógrafo. Aos 20 anos, virou bancário na função de contínuo. Assumiu a direção do Bradesco em 1943 quando tinha 39 anos.

"Eu trabalho, realizo e não olho para trás", costumava dizer. O estilo desbravador e a vocação para liderança sempre marcaram a trajetória desse paulista de Ribeirão Preto.

Em 47 anos de dedicação ao Bradesco, Amador Aguiar modelou o perfil do Banco como uma instituição que democratizou o acesso a serviços e produtos financeiros.

  • 1904

Nasce em 11 de fevereiro, em Ribeirão Preto, interior de São Paulo.

  • 1918

Começa a trabalhar como tipógrafo na cidade paulista de Sertãozinho.

  • 1925

Ingressa como aprendiz no Banco Noroeste do Estado de São Paulo.

  • 1943

Assume o cargo de diretor no recém-criado Banco Brasileiro de Descontos S.A., hoje Banco Bradesco S.A., em Marília, Estado de São Paulo.

  • 1951

O Bradesco se transforma no maior Banco Privado do País.

  • 1956

Criada a Fundação São Paulo de Piratininga, instituição filantrópica precursora da Fundação Bradesco.

  • 1963

Torna-se Presidente do Banco Bradesco.

  • 1981

Retira-se do comando da operação, permanecendo no cargo de Presidente do Conselho de Administração.

  • 1991

Morre em São Paulo.

__________________

__________________

informativo de hoje

patrocínio

Bradesco VIVO

últimas quentes