quarta-feira, 15 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

A importância do controle de informações para a gestão das empresas

Leandro Rodriguez Torres

Em um grande negócio, sabemos que os gestores das diferentes áreas lidam com informes não só sobre suas ações, mas também sobre parceiros, fornecedores e clientes.

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Só se pode gerir aquilo que se controla. Com essa máxima em mente, já começo este texto convidando o leitor a refletir sobre a importância da recuperação de informações para a gestão de empresas. Para tanto, inicio este exercício elencando quais os tipos de dados que podem ser resgatados, para necessidades específicas e que atendam ao perfil do negócio.

Recuperar informações é processo relevante para toda a governança da empresa. Em um grande negócio, sabemos que os gestores das diferentes áreas lidam com informes não só sobre suas ações, mas também sobre parceiros, fornecedores e clientes. Em todos os casos, no entanto, as fontes devem ser especializadas em cada um dos pontos, além de confiáveis e públicas. 

Os exemplos abrangem os vários setores das empresas. No departamento de compras, deve-se ter um controle dos fornecedores, saber quem ele é, o que se fala dele e, principalmente, se tem problemas judiciais – o que pode levar à falência e comprometer a capacidade de pagamento e, por consequência, a de entrega. São comuns os casos de vendas que nunca chegam ao comprador, pois o fornecedor não cumpre o contrato por má-fé ou impossibilidade financeira ou de produção. 

Para a área jurídica, com todas as suas especificidades, as informações devem vir dos diários oficiais e diários de justiça, origem oficial e de confiabilidade garantida. A recuperação de dados, para esse setor, vai além de ser informado sobre processos de clientes, abrange também a agilidade em se obter dados sobre decisões judiciais, leis e recursos, tornando o trabalho dos profissionais do direito mais eficiente. Nesse setor, existem soluções específicas, que são sistemas automatizados de busca segmentada. 

No setor de comunicação, deve-se resgatar o que a imprensa e as mídias sociais falam sobre a empresa. O monitoramento é imprescindível para evitar crises de imagem da companhia, assegurando que ela possa responder a qualquer crise que ameace acontecer. O controle da reputação online da empresa também dá oportunidade de interação com os consumidores: estratégias de campanhas virtuais, com sua respectiva mensuração de resultados.

Outro destaque é para a indústria bancária, na qual se deve conhecer tudo o que acontece com seus clientes. Essa demanda ocorre em razão do compliance, o qual diz que as empresas do setor não podem conceder empréstimos para suspeitos de crimes financeiros. A regra vai além de simples questão de ética, pois também é regulado pelo Banco Central do Brasil e pela CVM - Comissão de Valores Imobiliários. O fato torna a importância do dado não apenas financeiro, encontrando assim o controle legal, com suas respectivas penalidades administrativas e penais.

A recuperação de informações, portanto, abrange a responsabilidade social do negócio. Com a interpretação correta dos dados, a empresa consegue acertar seus processos nas áreas trabalhista e ambiental, evitando assim problemas internos e com seus terceiros, já que a empresa é responsável subsidiariamente por seus prestadores de serviços. 

Trata-se, enfim, de um investimento estratégico para as empresas, que, para otimizar seus processos e aumentar a qualidade dos seus serviços, precisam conhecer a fundo suas realidades, tendo assim condições de transformá-las da maneira mais inteligente e eficaz possível.

___________

*Leandro Rodriguez Torres é diretor de pesquisa e desenvolvimento da Kurier Tecnologia.







 

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram