sexta-feira, 7 de maio de 2021

MIGALHAS DE PESO

Publicidade

O décimo pilar do programa de Compliance

Recentemente falamos aqui sobre o lançamento do Decimo Pilar do Programa de Compliance.

quarta-feira, 4 de novembro de 2020

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Todos sabemos os 9 pilares mais conhecidos de um programa de compliance, são eles:

1. Suporte da alta administração, 
2. Avaliação de riscos, 
3. Co'digo de conduta e políticas de compliance,  
4. Controles internos, 
5. Treinamento e comunicação, 
6. Canais de denúncia, 
7. Investigações internas, 
8. Due diligence, 
9. Auditoria e monitoramento

Achamos empreendedora a proposta de trazer o décimo pilar, numa tentativa de dar mais um ponto de  equilíbrio a esse programa.

Numa concepção mais ampla o décimo pilar deve ser aquele que possa contemplar e externar o ápice desse programa de compliance e nele, devem estar inseridas questões desafiadoras como, desigualdade social, preconceito, ausência de meritocracia, xenofobia, divergência de gênero, dentre outras questões sociais, como também, a questão cultural e ambiental e que são capazes de impactar direta e indiretamente a organização.

Não é recente que as organizações devem primar por essas questões tão presentes em nossa sociedade com escassos recursos inclusive de subsistência mínima, ainda que presentes como direitos indisponíveis na CF/88, especificamente em seu artigo 6º., tais como, direito a educação, saúde, alimentação, trabalho, moradia, transporte, segurança, previdência social, maternidade, infância e assistência aos desamparados.

Por certo que esta obrigação, a princípio está destinada ao Estado, porém, a garantia do "patamar mínimo civilizatório", bem como, a "horizontalidade dos direitos fundamentais", ambos conceitos trazidos pelo Ilustre ministro do TST Mauricio Godinho Delgado, nos remetem a um desenvolvimento desses direitos agora, sob a responsabilidade das organizações.

Não se trata de transferir ao particular aquilo que é dever do Estado, porém, trata-se de uma nova vertente do desenvolvimento humano capaz de equilibrar as relações, numa ótica de direitos sociais e trazer um olhar para organização como uma possibilidade de que essas questões sociais, possam ser minimizadas, já que, o que é o trabalho se não, a dignificação do homem.

Nesse contexto, não poderia ser outro e ouso chamar o Décimo Pilar de: Responsabilidade Social. Com ele sem dúvida, poderemos contemplar todas as questões e as dores que possam impactar a organização, para completar o programa de compliance de forma coeso e sustentável.

_________

*Andrea de Souza Gonçalves é advogada, auditora ISO 27001 e 27701. Especialista em contencioso civel e trabalhista, compliance e proteção de dados e privacidade. Professora, mentora e escritora de artigos juridicos.

t

Atualizado em: 4/11/2020 12:42

AUTORES MIGALHAS

Busque pelo nome ou parte do nome do autor para encontrar publicações no Portal Migalhas.

Busca

Publicidade