quarta-feira, 4 de agosto de 2021

MIGALHAS DE PESO

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. De Peso >
  3. >
  4. Suas publicações refletem a sua imagem?

Suas publicações refletem a sua imagem?

Você já parou para se questionar qual imagem pessoal e profissional você deseja comunicar às pessoas?

quarta-feira, 11 de novembro de 2020

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Você sabe responder o título do artigo?

Você é a embalagem do seu conteúdo, e, independente se acredite ou não, sua imagem fala muito sobre você. Com isso em mente, é importante entender que para se construir essa imagem ideal são precisos alguns cuidados para que esta seja alinhada corretamente à mensagem que se deseja transmitir.

Você já parou para se questionar qual imagem pessoal e profissional você deseja comunicar às pessoas? Esse é o fator mais importante para sua marca. Sua marca pessoal é simplesmente a mensagem as pessoas "compram" baseadas em tudo que você oferece ao mercado. Basicamente e' um resumo do que você e' na cabeça das pessoas, ou seja, a percepção intelectual, visual e emocional que as pessoas têm quando pensam em você. Não só' pela sua aparência, mas pela maneira como você se porta.

Branding Pessoal vai muito além do seu posicionamento profissional. E' o brilho nos olhos enquanto você resolve o problema de alguém. E' o quanto você consegue entregar o intangível através do seu serviço ou produto.

E e' ai' que entram as redes sociais: elas têm papel fundamental na construção da sua marca.

Então, deixo aqui mais uma pergunta para vocês: a marca pessoal que você tem hoje e' a mais precisa e impactante para seu benefício? Como profissional, você tem conseguido usar suas redes sociais de maneira intencional para comunicar sua visão de mundo, seus propósitos e seus diferenciais?

As publicações envolvem públicos de diferentes maneiras. Elas podem entreter, orientar ou informar o público, fazendo as pessoas refletirem e trazendo uma nova perspectiva acerca do tema abordado. Para tal, é fundamental saber como utilizar as mídias sociais a seu favor, sabendo o que publicar e onde publicar.

Trago como exemplo o Facebook e Linkedin. O Facebook geralmente é utilizado para postagens relacionadas à vida pessoal e o Linkedin é uma rede de networking, voltado para a trajetória profissional, e é aqui onde você encontrará o perfil dos decisores das empresas que você busca atingir.

No mundo jurídico este assunto é extremamente relevante pois o advogado precisa demonstrar ao mercado sua confiança e capacidade de resolução para situações diversas e, para isso, precisa, entre outras coisas, de uma construção de imagem forte por meio das mídias sociais, para reconhecimento profissional e referência no mercado que atua.

E claro, é importante o advogado entender a verdadeira utilidade dos canais sociais para o seu negócio, a saúde de sua atuação e da atuação de sua empresa, seguindo sempre todos os padrões do código de ética, não só nas redes sociais, mas também em qualquer ambiente onde esteja inserido.

Vale a reflexão sobre padrões impostos pela sociedade, o que estamos vivendo no cenário atual, seu público-alvo e o próprio objetivo do profissional relacionado à sua vida.

Volto então à premissa da questão que intitula o artigo: você compraria a imagem que você projeta nas redes sociais? Ou seja, suas publicações realmente refletem a imagem que você gostaria de passar?

_________

*Milena Barbosa é analista de marketing no Grupo Inrise. Formada pela Universidade São Judas Tadeu, é facilitadora negocial e digital influencer no ramo jurídico.

t

Atualizado em: 11/11/2020 09:18