segunda-feira, 29 de novembro de 2021

MIGALHAS DE PESO

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. De Peso >
  3. Mais aprendizado, menos títulos

Mais aprendizado, menos títulos

Para evoluir, em qualquer área, é preciso buscar mais por aprendizado do que por títulos.

quinta-feira, 26 de agosto de 2021

(Imagem: Arte Migalhas)

(Imagem: Arte Migalhas)

Em um mundo (e um mercado de trabalho) com mudanças cada vez mais rápidas, a atualização do profissional é vital não só para se manter no mercado como também para quem busca alcançar novos patamares na carreira.

Se o mundo de 10 anos atrás já não é mais igual, tampouco o dia a dia dos negócios o são. No mercado contábil, as diferenças vão desde a legislação e o relacionamento com o Governo, que possui ferramentas muito mais automatizadas e cruzamentos de dados cada vez mais precisos, até o tratamento com o cliente, que necessita de uma contabilidade cada vez mais presente e atenta ao desenvolvimento do negócio.

Assim, a atualização constante, educação continuada ou life long learning, como queira chamar, precisa estar presente em qualquer profissional que queira se posicionar bem no mercado ou desenvolver a sua carreira. Contudo, uma extensa lista de cursos ou de titulações, vindos de horas e mais horas de salas de aula (presenciais ou não), não te faz automaticamente um profissional melhor, mas podem ser um grande desperdício de tempo e dinheiro.

Por definição, aprendizado está ligado à prática, a experiência daquilo que se aprendeu. Assim, é preciso entender como aqueles conhecimentos podem ser aplicados e transformados em soluções. Não adianta ter títulos, sem aprendizado.

Por outro lado, somente a prática, o trabalho diário, a rotina da execução contínua das tarefas, desvinculadas da busca por conhecimentos e ferramentas para a solução de problemas, pode fazer com que o profissional fique "quebrando pedra". Tarefas que poderiam ser automatizadas ou terem os seus processos melhorados caso houvesse a compreensão de alguns conceitos e estratégias, continuam sendo executadas da mesma maneira, consumindo mais tempo e diminuindo a produtividade em um mercado que não espera. Com isso, apesar da necessidade do conhecimento empírico, é necessário expandir os horizontes para compreender e aplicar as melhores práticas ao negócio.

Esse aprendizado e conhecimento contínuo se faz particularmente para o profissional contábil. O contador, além de precisar se atualizar quanto às diversas regulações, precisa acompanhar os movimentos do mercado que podem trazer maior confiabilidade e segurança às informações da empresa e entender da ciência de dados que envolve a contabilidade, fornecendo aos seus clientes uma visão assertiva sobre o negócio hoje e as informações necessárias para planejar o amanhã.

Contudo, muita atenção! Para evoluir, em qualquer área, é preciso buscar mais por aprendizado do que por títulos. Instituições sérias, em geral, estão comprometidas com o aprendizado real e o efeito prático que o conhecimento das teorias e ferramentas podem oferecer. Entretanto, conhecimento sem aplicação não gera resultados. Não adianta conhecer os números e não saber o que fazer com eles. É como dinheiro guardado embaixo do colchão, além de não render, ainda perde o valor ao longo dos anos. E se tem uma coisa que (acredito) os profissionais não desejam perder é tempo e dinheiro. 

Atualizado em: 26/8/2021 12:09

Lara Sepulcri

Lara Sepulcri

Conselheira da Academia Contábil do Grupo Epicus.