quarta-feira, 22 de setembro de 2021

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Senado - Flávio Arns questiona punição imposta ao Coritiba por violência em partida contra o Fluminense

Senado - Flávio Arns questiona punição imposta ao Coritiba por violência em partida contra o Fluminense

O senador Flávio Arns (PSDB/PR) questionou na noite de ontem, 2/3, a punição imposta ao Coritiba Futebol Clube em razão das desordens ocorridas em partida realizada em dezembro de 2009, contra o clube carioca Fluminense, que terminou em quebra-quebra, com duas pessoas feridas gravemente.

quarta-feira, 3 de março de 2010


Futebol

Senado - Flávio Arns questiona punição imposta ao Coritiba por violência em partida contra o Fluminense

O senador Flávio Arns (PSDB/PR) questionou na noite de ontem, 2/3, a punição imposta ao Coritiba Futebol Clube em razão das desordens ocorridas em partida realizada em dezembro de 2009, contra o clube carioca Fluminense, que terminou em quebra-quebra, com duas pessoas feridas gravemente.

Naquela ocasião, quando o Coritiba foi rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Brasileiro, a torcida do clube paranaense invadiu o campo de futebol e provocou atos de vandalismo e violência. O Coritiba foi punido pelo STJD com a perda de mando de 30 jogos no campeonato, o que significa que seu estádio, o Couto Pereira, não poderia sediar partidas nessas ocasiões.

De acordo com Arns, porém, o estágio do Coritiba foi construído dentro das normas e o clube sempre adotou todas as providências de segurança recomendadas pela CBF e pelo Estatuto do Torcedor.

"Qual a culpa do Coritiba, se, em termos de segurança, o time cumpriu todas as suas obrigações? A CBF tem que fazer uma reflexão e alterar seu caderno de obrigações para todos os times, pois tudo o que tinha que ser feito foi feito" disse.

Ainda de acordo com o senador, a força policial disponibilizada para acompanhar a partida foi insuficiente para conter os atos de violência.

"Não havia mais do que vinte policiais militares" disse.

___________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 3/3/2010 08:33