terça-feira, 22 de junho de 2021

MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Magistrados do TJ/PE aprovam a comunicação de decisões via e-mail

Publicidade

Magistrados do TJ/PE aprovam a comunicação de decisões via e-mail

A nova ferramenta do sistema Push está sendo bem avaliada pelos magistrados do TJ/PE. A mais recente função do software possibilita que os juízes de 1º grau sejam comunicados pelo e-mail funcional das decisões do 2º grau referentes a processos julgados nas varas em que atuam.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Sistema Push

Magistrados do TJ/PE aprovam a comunicação de decisões via e-mail

A nova ferramenta do sistema Push está sendo bem avaliada pelos magistrados do TJ/PE. A mais recente função do software possibilita que os juízes de 1º grau sejam comunicados pelo e-mail funcional das decisões do 2º grau referentes a processos julgados nas varas em que atuam.

A Diretoria de Informática (Dinfo) disponibilizou a comunicação por e-mail no dia 11/6. Vários magistrados já receberam pelo correio eletrônico a informação sobre as decisões das câmaras Criminais e Cíveis.

Para a juíza Inês Maria Albuquerque Alves, titular da vara Criminal de Jaboatão dos Guararapes, a nova ferramenta facilitará o acompanhamento da tramitação e do julgamento dos recursos. "Sempre observo o meu e-mail funcional e aprovei a ideia de comunicar o juiz sobre as decisões do 2º grau. É mais rápido e vai nos manter atualizados sobre os recursos em tramitação no tribunal", afirmou a magistrada.

A juíza da vara única de Agrestina e da 2ª vara da Família de Caruaru, Ane de Sena Lins, atestou a utilidade da comunicação das decisões do 2º grau pelo e-mail. "Diariamente, vejo meu e-mail funcional. É muito útil receber com imediatismo a confirmação de uma decisão nas câmaras do tribunal de Justiça. Se houver reformulação da sentença, por exemplo, também poderemos estudar a divergência com mais rapidez devido ao sistema Push", analisou a magistrada.

De acordo com o diretor de informática do tribunal, Alexandre Herculano Moreira de Oliveira Junior, a nova função do sistema foi desenvolvida entre os meses de maio e junho por servidores da Dinfo. "Antes da inovação, o sistema Push era usado apenas por advogados e pelas partes para acompanhar a tramitação processual por e-mail após um prévio cadastramento", informa o diretor.

________________
_______

Fonte : TJ/PE
_______
________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 12/7/2010 08:50

LEIA MAIS