quarta-feira, 14 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

TJ/AP comemora aniversário de 20 anos de instalação com entrega do "Colar do Mérito Judiciário"

A Justiça Estadual do Amapá comemorou seus 20 anos de instalação na terça-feira, 25/1. A Sessão Solene em homenagem ao Poder Judiciário amapaense aconteceu às 10h, no Plenário desta Corte de Justiça, presidida pelo presidente do TJ/AP, desembargador Dôglas Evangelista Ramos.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011


Homenagem

TJ/AP comemora aniversário de 20 anos de instalação com entrega do "Colar do Mérito Judiciário"

A Justiça Estadual do Amapá comemorou seus 20 anos de instalação na terça-feira, 25/1. A sessão solene em homenagem ao Poder Judiciário amapaense aconteceu às 10h, no plenário desta Corte de Justiça, presidida pelo presidente do TJ/AP, desembargador Dôglas Evangelista Ramos.

Na ocasião, o presidente do TJ/AP saudou todos os presentes e proferiu a abertura da sessão solene. Em seguida, passou o comando para o vice-presidente, desembargador Gilberto Pinheiro, que em nome do Poder Judiciário se pronunciou. Com a palavra, o magistrado expressou sua satisfação em representar a Corte de Justiça.

"Foi com grande satisfação que recebi a honrosa missão de poder saudá-los em nome do Poder Judiciário do Estado do Amapá. No dia de hoje, 25 de Janeiro de 2011, celebramos os 20 anos de instalação e organização da Justiça em nossos rincões Tucujus. A data se reveste da mais alta importância, pois traduz os incansáveis esforços de todos os que estão aqui, e daqueles que por aqui já passaram, contribuindo para construção desse edifício que se chama Justiça do Amapá", destacou o desembargador.

Ao centro do Plenário estavam apostos os juízes que compõem a primeira turma de magistrados empossados no TJ/AP. Na primeira fileira os Magistrados que foram agraciados com o "Colar do Mérito Judiciário", e receberam o diploma que confere o Colar, cuja, finalidade é agraciar pessoas físicas e jurídicas, nacionais e estrangeiras, que, por seus méritos e relevantes serviços prestados a cultura jurídica ou à Justiça do Estado do Amapá, hajam por merecer especial distinção.

O evento reuniu várias autoridades ilustres do cenário local e nacional, que vieram prestigiar a cerimônia. O vice-presidente destacou que após anos de árduo trabalho e dedicação, foi possível fazer a Justiça figurar entre as mais qualificadas Cortes de nosso país, como referência de sua celeridade na prestação da assistência jurisdicional. Em suas palavras, o magistrado não deixou de mencionar entre os muitos nomes que reluzem de forma áurea na Justiça Amapaense aqueles que ajudaram a construí-la.

Ainda em seu discurso, o vice-presidente ressaltou que o governador Anníbal Barcellos, foi construtor do Estado do Amapá, portador de ideais, que em terras amapaenses deixou e tem deixado marcas, as quais o tempo jamais poderá apagar, e o Judiciário do Amapá, se constitui em uma delas.

"Foi o Anníbal Barcellos que nomeou os sete primeiros desembargadores, Dôglas Evangelista Ramos, Honildo Amaral de Mello Castro, Mário Gurtyev de Queiroz, Gilberto de Paula Pinheiro, Luiz Carlos Gomes dos Santos, Benedito Antônio Leal de Mira e Marco Antônio da Silva Lemos, todos eles com um liame com nóvel Estado, os quais investidos em suas funções modelaram a bem sucedida Justiça Amapaense, como hoje nós a conhecemos", relata o desembargador Gilberto Pinheiro.

"Outra figura a quem desejo destacar nesta oportunidade, é o eminente desembargador Dôglas Evangelista Ramos, nosso decano e comandante desta nau, que se chama Justiça. A ele, coube com sua simplicidade e humildade, marcas indeléveis de seu caráter, dar início a estruturação da nova Justiça e apontar a direção que precisávamos, objetivando aproximá-la do povo. Por certo, quem conviveu com a Justiça do ex-território, saberá distinguir de forma cristalina, a diferença entre aquela e a atual", disse o Magistrado.

"Caro amigo Dôglas, não seria demais, aqui neste momento dizer à sua pessoa, que o seu nome também, sempre que alguém falar na Justiça do Amapá estará grafado na história do Judiciário Amapaense com letras de ouro", destaca o desembargador Gilberto Pinheiro.

Ao final da solenidade, o desembargador Dôglas Evangelista Ramos novamente agradeceu a presença de todos e com a palavra disse estar muito feliz. O magistrado lembrou de sua trajetória na época em que o Amapá era Território, citou as dificuldades que a Justiça enfrentava e o seu sonho de torná-la acessível às pessoas, principalmente, as mais carentes. "Meus sonhos vocês estão realizando, levando Justiça a quem precisa dela, tornando-a acessível aos jurisdicionados em todo o Estado, prestando um serviço de qualidade, célere e seguro", ressaltou o presidente. Segundo ele uma de suas prioridades, mesmo com as dificuldades, foi investir na informatização do Poder Judiciário, para que a Justiça quebrasse fronteiras.

"Informatizar o TJ/AP foi uma de minhas prioridades, com o passar dos anos fomos avançando e integrando as Comarcas do interior, tudo isso graças ao sistema Tucujuris, uma ferramenta sofisticada de alta capacidade que dispõe de várias funções. Sob o comando do Juiz Luciano de Assis, o Tucujuris, a cada dia, vem inovando e expandindo suas funções", finaliza o presidente do TJ/AP, Des. Dôglas Evangelista Ramos.

A sessão solene contou com a participação de várias autoridades ilustres, além dos desembargadores desta Egrégia Corte de Justiça estavam presentes o governador do Estado do Amapá, Camilo Capiberibe; o procurador Geral de Justiça do MP, Iaci Pelaes dos Reis; o presidente da Assembleia Legislativa, Jorge Amanajás; o vice-presidente da OAB, Paulo Henrique Campelo; o juiz auxiliar da presidência do CNJ, Éder Jorge e demais representantes de instituições locais que confirmaram presença na cerimônia.

Foram agraciados com o "Colar do Mérito Judiciário" os juízes:

Reginaldo Gomes de Andrade

Paulo César do Vale Madeira

Eduardo Navarro Machado

Fábio Santana dos Santos

________________
_________

Fonte : TJ/AP

_________
________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 26/1/2011 16:59

LEIA MAIS