sexta-feira, 16 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Ministro da Justiça visita desembargadores do TJ/PR

O presidente do TJ/PR, desembargador Miguel Kfouri Neto recebeu na última sexta-feira, 4/2, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O ministro compareceu à sessão do Órgão Especial, que foi interrompida para recepcioná-lo. "É uma honra muito grande para o TJ/PR recebê-lo. O ministro tem sólida vida acadêmica, é um jurista, além de sua atuação partidária. Tem uma vida pautada por rigorosos princípios, que agora imprime à frente do Ministério da Justiça da presidenta Dilma Roussef", afirmou o desembargador.

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011


Encontro

Ministro da Justiça visita desembargadores do TJ/PR

Miguel Kfouri Neto (centro) conversa com José Eduardo Cardozo (dir.), observado pelo sub-procurador-geral de Justiça do Paraná, Lineu Kirchner

O presidente do TJ/PR, desembargador Miguel Kfouri Neto recebeu na última sexta-feira, 4/2, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo. O ministro compareceu à sessão do Órgão Especial, que foi interrompida para recepcioná-lo. "É uma honra muito grande para o TJ/PR recebê-lo. O ministro tem sólida vida acadêmica, é um jurista, além de sua atuação partidária. Tem uma vida pautada por rigorosos princípios, que agora imprime à frente do Ministério da Justiça da presidenta Dilma Roussef", afirmou o desembargador.

Cardozo veio a Curitiba reunir-se com o governador Beto Richa. Ele visitou o TJ a convite do presidente Miguel Kfouri. Neto. "Gostaria de agradecer sinceramente o convite para esse encontro, que para mim tem um significado especial. Aceitei o convite do desembargador Kfouri não só para retribuir a gentileza, mas porque o Ministério da Justiça quer dialogar com o Poder Judiciário", afirmou.

O ministro da Justiça trabalha para fechar um acordo nacional contra a violência. "Por orientação da presidenta Dilma Roussef, estamos construindo um pacto nacional de segurança pública, para reduzir a criminalidade e a violência, com uma ação rigorosa no combate ao tráfico de drogas", disse.

"A discussão de segurança pública entre governos federal e estaduais limitava-se ao repasse de verbas. Segurança pública exige mais que cifras, exige integração. Esse é o primeiro TJ que visito como ministro de Estado. Essa minha vinda aqui se deve a essa preocupação. Precisamos dos três Poderes juntos nessa questão", afirmou Cardozo.

José Eduardo Cardozo (centro); conselheira do Conselho Nacional de Justiça Morgana Richa; Miguel Kfouri Neto; Onésimo Mendonça de Anunciação, vice-presidente do TJ/PR; Maria Tereza Uille Gomes, secretária estadual da Justiça,  (da esq. para a dir.)

José Eduardo Cardozo pediu o apoio dos desembargadores do Tribunal de Justiça nessa empreitada. "Vamos precisar de novas leis e pretendo que os textos sejam discutidos pelos três Poderes antes das votações no Legislativo. O Judiciário tem que participar disso. Peço aos senhores desembargadores que nos auxiliem. O Brasil precisa da experiência de seus magistrados", disse.

O ministro estava acompanhado da secretária Nacional de Segurança, Regina Miki; do diretor Regional da Polícia Federal, Leandro Coimbra; do diretor do Departamento Penitenciário Nacional, Augusto Rossini; e da conselheira do Conselho Nacional de Justiça Morgana Richa. Também participaram do encontro o sub-procurador geral de Justiça do Paraná, Lineu Kirchner; o vice-presidente da Associação dos Magistrados do Brasil, Marcos Daros; a secretária estadual da Justiça, Maria Tereza Uille Gomes; o secretário estadual de Segurança, Reinaldo de Almeida Cezar; o secretário estadual da Corregedoria e Ouvidoria, Cid Vasquez; e o presidente da Associação dos Magistrados do Paraná, Gil Guerra.

________________
_________

Fonte : TJ/PR

_________
________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 7/2/2011 10:50

LEIA MAIS