domingo, 11 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

TJ/PR inaugura Posto do Juizado Especial no Estádio do Couto Pereira

O TJ/PR inaugurou no último dia 20/2 o Posto do Juizado Especial no Estádio do Couto Pereira. O posto atendeu ocorrência em que o torcedor Deivid Júnior Soares Torres foi levado pela Polícia Militar, acusado de ato obsceno e desacato dentro do estádio. "Ele aceitou a sugestão do representante do Ministério Público de pagar uma prestação pecuniária no valor de R$ 540. Não é uma condenação, mas por cinco anos esse torcedor perde o direito a esse benefício. Se aprontar de novo, caberá prisão em flagrante", explica o juiz Moacir Dala Costa, designado para o posto do juizado no Atletiba.

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011


Inauguração

TJ/PR inaugura Posto do Juizado Especial no Estádio do Couto Pereira

O TJ/PR inaugurou no último dia 20 o Posto do Juizado Especial no Estádio do Couto Pereira. O posto atendeu ocorrência em que o torcedor Deivid Júnior Soares Torres foi levado pela Polícia Militar, acusado de ato obsceno e desacato dentro do estádio. "Ele aceitou a sugestão do representante do Ministério Público de pagar uma prestação pecuniária no valor de R$ 540. Não é uma condenação, mas por cinco anos esse torcedor perde o direito a esse benefício. Se aprontar de novo, caberá prisão em flagrante", explica o juiz Moacir Dala Costa, designado para o posto do juizado no Atletiba.

A solenidade de instalação do posto do juizado aconteceu antes da partida entre Coritiba e Atlético Paranaense e foi presidida pelo desembargador Ivan Bortoleto, 2º vice-presidente do Tribunal de Justiça e supervisor dos Juizados Especiais.

Participaram o 1º vice-presidente, desembargador Onésimo Mendonça de Anunciação; o corregedor-geral, desembargador Noeval de Quadros; o desembargador Dimas Ortêncio de Mello; o procurador-geral de Justiça do Paraná, Olympio de Sá Sotto Maior Neto; o presidente do Coritiba, Jair Cirino dos Santos; e o presidente do Conselho Deliberativo do Atlético Paranaense, Gláucio Geara.

O presidente do Coritiba elogiou a iniciativa do TJ. "Hoje nos reunimos para inaugurar o Juizado Especial Criminal no nosso estádio. O Coritiba dá um salto ao futuro com essa iniciativa", disse Jair Cirino dos Santos. Ele anunciou medida de segurança para o Couto Pereira. "Vamos instalar câmeras de vídeo que permitirão a identificação imediata de torcedores que cometerem ilegalidades", afirmou.


Juiz Moacir Dala Costa; presidente do Coritiba, Jair Cirino dos Santos; jurista Renê Dotti; desembargadores Ivan Bortoleto, Onésimo Mendonça de Anunciação e Dimas Ortêncio de Mello; do craque coxabranca Dirceu Krüger; e juiz Jerdeson Suzin (da esq. para a dir.)

O jurista Renê Dotti também participou da solenidade de inauguração do posto do Juizado. "Saúdo a todos aqueles que ajudaram a compor esse cenário inédito na história do Paraná, que vai prevenir agressões e fatos violentos nos estádios de futebol. Quero destacar a importância do Tribunal de Justiça nesse esforço. Que esse seja o Tribunal de Justiça da prevenção da violência nos estádios de futebol", disse.

Os R$ 540 que serão pagos pelo torcedor encaminhado ao Juizado Especial do Couto Pereira serão entregues à Chácara Quatro Pinheiros, onde vivem 81 meninos que cometeram infrações ou estavam em situação de risco social. A Chácara fica em Mandirituba, na região Metropolitana de Curitiba.

________________
_________

Fonte : TJ/PR

_________
________________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 22/2/2011 10:28

LEIA MAIS