domingo, 26 de junho de 2022

MIGALHAS QUENTES

fechar

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Ladrão invade fórum e agride advogado

Ladrão invade fórum e agride advogado

sexta-feira, 2 de setembro de 2005


Ladrão invade fórum e agride advogado


Um ladrão armado invadiu na última terça-feira o fórum do Jabaquara (zona sul de São Paulo), ameaçou os presentes, assaltou e agrediu um advogado. O assaltante andou pelo fórum com a arma em punho, ameaçou funcionários e causou pânico entre os magistrados. Alguns chegaram a se trancar nos gabinetes.

O criminoso passou despercebido pela Polícia Militar, que faz a segurança diariamente junto com vigilantes do Tribunal de Justiça. O policial não estava na porta de entrada quando o ladrão entrou. No fórum tramitam processos nas áreas criminal e cível.

O crime causou perplexidade entre magistrados e promotores, pois mostrou a aparente fragilidade da segurança. "É um caso grave, pois ocorreu na casa da Justiça, que não é freqüentada apenas pelo Judiciário ou Ministério Público, mas também por centenas de cidadãos", disse o desembargador Celso Luiz Limongi, presidente da Associação Paulista de Magistrados-Apamagis.

O presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D'Urso, disse que o fato mostrou uma deficiência na segurança. "Essa falha colocou em risco todas as pessoas que estavam ali. Entendo que há necessidade de se instaurar uma sindicância para investigar o que realmente aconteceu".

Segundo a polícia, o advogado Joaquim Lopes Pereira, 42, entrou no fórum às 18h45, 15 minutos antes do final do expediente. Em seguida chegou o assaltante.

A suspeita da polícia é que o ladrão seguia a vítima, pois, antes de ir ao fórum, o advogado sacou dinheiro em um banco próximo.

Por estar vestindo roupas consideradas inadequadas (short e camiseta), o criminoso chegou a ser barrado por um segurança, que estava desarmado.

O ladrão sacou sua arma, apontou para os funcionários e entrou. Seguiu direto para o setor onde são distribuídos os processos para as varas cíveis e criminais.

Para não ser barrado durante o trajeto da entrada até o setor de distribuição, o ladrão apontou a arma para várias pessoas. Quando encontrou o advogado, o abordou e roubou R$ 4.900. O advogado chegou a reagir e foi agredido. O assaltante fugiu a pé.

"O assaltante queria tomar a minha pasta. Como eu reagi, ele me deu uma rasteira e começou a me chutar. Por fim, ele pegou o dinheiro que estava no bolso da minha calça e fugiu. Durante a briga, ele ficou com a arma apontada para a minha cabeça", disse Pereira.

Segundo testemunhas, durante a fuga o assaltante passou pelo estacionamento do fórum e foi visto por alguns juízes, que se esconderam atrás de seus carros. Os magistrados telefonaram para os colegas que ainda estavam nos gabinetes alertando-os que havia um homem armado no local.

As imediações do fórum foram cercadas por policiais militares. O caso foi registrado no 16º DP (Vila Clementino). Ninguém foi preso.

O presidente da OAB da subseção do Jabaquara, Kozo Benda, não responsabilizou o policial ausente pelo crime. Segundo ele, a ação foi muito rápida. "Esse mesmo policial foi avisado pelos funcionários e chamou reforço para que o ladrão pudesse ser capturado. Infelizmente, ele fugiu."

O advogado disse que vai entrar com um processo contra o Estado. Ele disse que está traumatizado e que não conseguiu mais trabalhar. "Sempre me lembro daquela arma apontada para mim."
___________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 2/9/2005 09:42