MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Decretada aposentadoria de desembargador acusado de assédio
Assédio

Decretada aposentadoria de desembargador acusado de assédio

Caso ocorreu em processo que tramitava na 1ª vara de Família, Sucessões e Cível de Goiânia.

Da Redação

sábado, 14 de julho de 2012

Atualizado em 13 de julho de 2012 16:23

O decreto de aposentadoria compulsória do desembargador Hélio Maurício de Amorim, do TJ/GO, foi publicado nesta sexta-feira no Diário da Justiça eletrônico do Tribunal goiano. A decisão cumpre determinação do CNJ e tem execução imediata.

O magistrado foi condenado após ser acusado de assédio na 1ª vara de Família, Sucessões e Cível de Goiânia. Uma das partes de processo que tramitava na unidade acusa o desembargador de ter ido até sua casa em horário fora de expediente com a finalidade de discutir possível contratação da filha da parte para cargo no gabinete.

Em processo administrativo, o CNJ considerou a visita indevida. Para o relator do PAD, o conselheiro Jorge Hélio Chaves de Oliveira, Amorim descumpriu seu dever funcional de zelar pela moralidade da magistratura e pela isenção na prestação jurisdicional.