terça-feira, 15 de junho de 2021

MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Peruada 2013: Contra o ódio do pastor, meu peru é mais amor

Publicidade

XI de Agosto

Peruada 2013: Contra o ódio do pastor, meu peru é mais amor

Mote da Peruada já está definido. Festa acontece no próximo dia 18.

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

"Contra o ódio do pastor, meu peru é mais amor", este é o mote da Peruada deste ano. A tradicional festa realizada pelo Centro Acadêmico XI de Agosto acontece no próximo dia 18.

Como tradicionalmente acontece, a concentração será em frente ao Largo do Paiçandu, às 10h, e o percurso, de aproximadamente quatro horas, pelas ruas da região central, passa pela Câmara Municipal de São Paulo e a Faculdade de Direito, entre outros.

O "Grito do Peru", uma concentração para o evento, acontece na quarta-feira, 16, a partir das 23h, no Largo São Francisco.

 

Confira o hino da festa:

Vai, vai, vai começar a brincadeira!
Tem cerveja de graça a tarde inteira!
Vem soltar a lascívia acumulada!
Vai, vai, vai começar a Peruada!
Bebe, bebe, vagabundo,
que é melhor não estar desperto,
pra se a velha chagar junto,
enfrentar de peito aberto.
Pois no meio da folia,
meio-dia, céu aberto,
uma neta que protesta
vitupera sua nona,
que veio só dar carona
e resolveu ficar na festa.
Quem tem medo de dentista,
ou vê sangue e dá um salto,
tem chilique em lugar alto,
teme sapo de brinquedo,
em outubro vai ter medo,
no dia da Peruada,
pois o centro é infestado
de canhão, de bruxa e draga.
Tem até mulher barbada
neste circo disfarçado!
Os vapores da cachaça
fazem mudar todo mundo.
O careta é maconheiro
E o nerd é vagabundo.
O juiz é sem juizo,
o alegre é moribundo
Mas não vale esse brocardo
pra quem joga do outro lado.
O Vitão lançou o grito
e não deixou de ser viado.
De terno, gravata e meia,
franciscano quer a morte.
Ouve a turba, titubeia,
o extinto é mais forte.
Bem na hora do batente,
o estagiário some.
Seu chefe fica valente,
mas por dentro se consome.
Noutro tempo inconsequente,
fora um ébrio de renome.
Foi beijada a velha nona,
foi beijada a bailarina.
É beijada toda hora,
a safada da Marina.
Todo mundo se devora,
Pierrot e Colombina.
Quem zerou até agora,
mesmo assim não desanima.
Porque a festa só termina
quando o dia for embora.
Vai, vai, vai terminar a brincadeira!
Que a cerveja rolou a tarde inteira.
Morre o sol, faz-se sombra nas arcadas.
Vai, vai, vai terminar a Peruada!

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 4/10/2013 08:27

LEIA MAIS