Migalhas

Segunda-feira, 6 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

Quinto

Duas desembargadoras são nomeadas para o TJ/SP

Decreto publicado no último sábado nomeou Mary Grün e Mônica Serrano para vagas decorrentes das aposentadorias de Francisco Vicente Rossi e Rizzatto Nunes.

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

As advogadas Mary Grün e Mônica Serrano foram nomeadas para o cargo de desembargadoras do TJ/SP pelo Quinto Constitucional. As nomeações (decreto 4/13) foram publicadas na edição do Diário Oficial de SP do último sábado.

As vagas são decorrentes das aposentadorias dos desembargadores Francisco Vicente Rossi e Rizzatto Nunes.

Mary Grün (OAB/SP 88.381)

50 anos, é advogada inscrita nos quadros da Ordem na subseção de São Paulo desde 1987 e foi a segunda colocada na lista tríplice, com 15 votos. Ex-integrante do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB/SP, é formada pela PUC-SP (Turma de 1985). Em 2011, já integrou lista tríplice para cargo de desembargador do TJ/SP.


Mônica de Almeida Magalhães Serrano (OAB/SP 98.990)

48 anos, é advogada inscrita na subseção de São Paulo da OAB desde 1989 e recebeu 21 votos na escolha da lista tríplice para o tribunal, ocupando a primeira posição ao lado de José Carlos Costa Netto. Formada pela PUC-SP (Turma de 1988), possui mestrado na mesma instituição na área de concentração e Direito do Estado. É procuradora do Estado de SP na Procuradoria Fiscal e subcoordenadora do Curso de Especialização em Direito Tributário e Financeiro na Escola Superior da Procuradoria.

No último dia 1º, o advogado Antonio Tito Costa ingressou no CNJ com procedimento de controle administrativo. O causídico pede que sejam apuradas as indicações das listas tríplices para os dois cargos.

informativo de hoje

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-