domingo, 16 de maio de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Ética

TJ/SP instaura Comitê de Ética para auxiliar magistrados

A portaria 8922/14, do TJ/SP, criou um Comitê de Ética para juízes na Corte Paulista, cujo objetivo é responder questões concretas dos magistrados paulistas, para sua "autônoma e melhor deliberação".

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

A portaria 8922/14, do TJ/SP, criou um Comitê de Ética para juízes na Corte Paulista, cujo objetivo é responder questões concretas dos magistrados paulistas, para sua "autônoma e melhor deliberação". De acordo com o documento, o grupo foi instituído devido à urgência de ética para o desempenho de todas as atividades, sobretudo as jurídicas.

Os interessados em consultar o comitê, poderão formular suas indagações pessoalmente, por telefone ou por via eletrônica. De acordo com a portaria, todos os dados enviados e as respostas dadas serão integralmente reservados.

Integram o Comitê os desembargadores Antonio Carlos Villen e Ricardo Cintra Torres de Carvalho e o juiz Álvaro Luiz Valery Mirra. Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, o presidente do tribunal bandeirante, José Renato Nalini, afirmou que os três magistrados "são excelentes, experientes, padrões éticos".

Para Nalini, a oportunidade de refletir sobre diversos pontos de vista é saudável para o juiz. "E São Paulo, que tem a maior magistratura do país, quis mostrar que considera a ética um valor indeclinável, com o qual não se pode transigir", afirmou ao Estado.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 30/1/2014 16:38