Migalhas

Sábado, 4 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

Crime racial

MPF, instado por ministro JB, denuncia jornalista por crime racial

Processo foi distribuído para 10ª vara Federal do RJ.

sexta-feira, 21 de março de 2014

O presidente do STF, ministro JB, acusou o jornalista Ricardo Noblat dos crimes de injúria, difamação e preconceito racial.

Em representação ao MPF, o ministro diz que Noblat atacou sua honra e praticou crime de racismo em texto publicado em seu blog e no jornal "O Globo".

No texto, intitulado "Joaquim Barbosa: Fora do eixo", Ricardo Noblat diz: "Para entender melhor Joaquim acrescente-se a cor – sua cor. Há negros que padecem do complexo de inferioridade. Outros assumem uma postura radicalmente oposta para enfrentar a discriminação. Joaquim é assim se lhe parece. Sua promoção a ministro do STF em nada serviu para suavizar-lhe a soberba. Pelo contrário. Joaquim foi descoberto por um caça talentos de Lula, incumbido de caçar um jurista talentoso e... negro."

A Procuradoria enviou a denúncia à JF/RJ pedindo que Noblat seja condenado por crimes contra a honra e delito racial. A procuradora Lilian Guilhon Dore atua no caso.

O processo foi distribuído na última quarta-feira, 19, à 10ª vara Federal do RJ.

  • Processo : 0018877-28.2014.4.02.5101

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-