domingo, 11 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Seca

Suspensa liminar que paralisava geração de energia em Ilha Solteira

Decisão da semana passada proibia a geração de energia abaixo da quota mínima.

sexta-feira, 29 de agosto de 2014

O TRF da 3ª região suspendeu liminar que obrigava a Cesp e o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) a reduzir a geração de energia da usina de Ilha Solteira. O presidente da Corte, desembargador Federal Fabio Prieto, aceitou o pedido feito pela União para que a usina pudesse produzir energia abaixo da cota mínima.

Na semana passada, a JF de Jales/SP concedeu liminar favorável a associações de criadores de peixes, que cobravam a recuperação do nível mínimo do reservatório de Ilha Solteira.

De acordo com o Estadão, para cumprir a liminar e encher o reservatório, o ONS teria que liberar um volume de água da ordem de 3 bilhões de metros cúbicos das cabeceiras do Rio Grande e do Rio Paranaíba para Ilha Solteira. O governo argumentou o cumprimento da decisão secaria a Bacia do Rio Grande em dois meses e a Bacia do Rio Paranaíba em seis meses.

Seca

A estiagem que vem atingindo o país e principalmente a região sudeste tomou conta dos noticiários nas últimas semanas. Além da produção de energia elétrca, as hidrovias do país também foram prejudicas. Na hidrovia Tietê-Paraná, que tem grande importância econômica por permitir o transporte de grão e outras mercadorias dos Estados de MS, PR e SP, por exemplo, a navegação está interrompida desde maio por causa do volume insuficiente de água.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 29/8/2014 16:05

LEIA MAIS