segunda-feira, 19 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Nota de repúdio

Comissão da Mulher Advogada da OAB repudia conduta do deputado Jair Bolsonaro

"É inadmissível que no século XXI tenhamos como representantes homens que incitam o crime e a violência contra a mulher."

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

A Comissão da Mulher Advogada da OAB emitiu nota de repúdio contra a recente e polêmica declaração do deputado Federal Jair Bolsonaro direcionada à deputada Maria do Rosário. Durante discurso no plenário da Câmara, o parlamentar teria dito à ex-ministra dos Direitos Humanos e sua desafeta: "Não te estupro porque você não merece".

"É inadmissível que no século XXI tenhamos como representantes homens que incitam o crime e a violência contra a mulher. Manifestamos nosso repúdio ao homem que se utilizando do poder que o povo lhe conferiu, viola a Constituição Federal, atentando contra a dignidade da pessoa humana!"

A secretária da comissão, Gislaine Caresia, considerou o pronunciamento significativo tendo em vista o momento, "em que os números de estupros no país chegam a números alarmantes e as nossas jovens dentro das universidades se encorajam a denunciar os estupros e nos dar a esperança que num futuro o estupro seja punido e visto como um crime repugnante e não um 'favor' que algumas mulheres 'fazem por merecer' e outras não".

"Nenhuma mulher merece o estupro!"

Confira a íntegra da nota abaixo.

_______________

NOTA DE REPÚDIO

As autoridades e a sociedade não podem se calar diante dos atos de agressão e desrespeito praticado na Câmara de Deputados através das manifestações do Sr. Deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ).

É inadmissível que no século XXI tenhamos como representantes homens que incitam o crime e a violência contra a mulher.

Manifestamos nosso repúdio ao homem que se utilizando do poder que o povo lhe conferiu, viola a Constituição Federal, atentando contra a dignidade da pessoa humana!

O senhor deputado não somente infringiu normas de Ética e Decoro Parlamentar mas violentou à todas as mulheres brasileiras ao fazer explícita apologia ao estupro, crime hediondo que releva a mais cruel da violência machista, onde a mulher se submete a grande humilhação de não fazer as escolhas sobre o seu próprio corpo.

A Comissão Especial da Mulher Advogada não só repudia mas solicita providências urgentes para a responsabilização criminal e política deste Deputado, que não mais pode prosperar atuando em nome do povo, sob o manto da impunidade após a prática de atos gravíssimos!

A Comissão também parabeniza a OAB Nacional por ter proposto a adoção de medidas pelo Conselho nacional de diretos humanos, o que foi acolhido a unanimidade por aquele órgão.

Fernanda Marinela
Conselheira Federal e Presidente da Comissão Especial da Mulher Advogada

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 15/12/2014 07:32