Migalhas

Segunda-feira, 6 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

JT

Família de trabalhador que contraiu doença por contato com amianto será indenizada

Decisão é da 12ª turma do TRT da 2ª região, que manteve condenação em R$ 100 mil.

segunda-feira, 13 de julho de 2015

A Saint-Gobain deverá pagar R$ 100 mil de indenização por danos morais à família de um trabalhador que contraiu doença pulmonar devido ao contato com amianto. Decisão é da 12ª turma do TRT da 2ª região, que negou provimento a recurso da empresa.

Na ação, a Saint-Gobain afirma que não estariam presentes os requisitos necessários à responsabilidade civil, considerando-se que o contrato de trabalho terminou na década de 1970, antes mesmo de ser proibida a utilização do amianto.

Segundo o relator, desembargador Benedito Valentini, entretanto, a extinção do contrato de trabalho em momento anterior à proibição do uso de amianto "não isenta a empresa de assumir com os riscos de sua atividade, sobretudo diante da ampla proteção jurídica conferida à saúde do trabalhador e o dever de tutela do meio ambiente laboral".

Isso porque, conforme destaca, os riscos da utilização do asbesto são conhecidos, ao menos, desde 1924, "como atesta a doutrina de Koole, Merewether, Price e tantos outros". Além disso, o desembargador afirmou que desde o início do contrato laboral, já em 1966, havia sólidos estudos acerca da necessidade de as empresas promoverem uma atividade preocupada com o "controle de danos", "o que não foi feito pela ré na hipótese".

"Portanto, inafastável a responsabilidade objetiva da ré pelos danos oriundos da utilização do amianto ou asbesto, mineral sabidamente capaz de poluir o meio ambiente de trabalho e que, por isso mesmo, impõe deveres de reparação àquele que se aproveita com a exploração do empreendimento."

Confira a decisão.

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-