Migalhas

Segunda-feira, 17 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Soluções de segurança da informação tornam o notebook inviolável

quinta-feira, 23 de março de 2006


Soluções de segurança da informação tornam o notebook inviolável


Com o crescimento dos roubos de notebooks, especialmente em aeroportos, a BCS e a Safenet uniram forças para proteger dados jurídicos dos advogados


Com o aumento do número de executivos que viajam com laptops e, conseqüentemente, dos roubos em aeroportos e mesmo no trânsito dentro das cidades, as empresas, especialmente da área jurídica, estão cada vez mais preocupadas e não é com o custo do equipamento, em torno de R$ 10 mil, mas sim, com o valor incalculável das informações críticas, contidas nele. Segundo reportagem da PC World, entre janeiro e outubro de 2005, foram registrados 24 furtos de notebooks apenas no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. E os furtos e roubos não param por aí. A ousadia tem sido tanta que os bandidos se infiltram até em eventos como seminários e palestras, locais em que os executivos estão mais descontraídos, para fazerem suas vítimas.


Os advogados são especialmente sensíveis a este tipo de crime, uma vez que seus notebooks contêm informações altamente críticas sobre processos, casos, informações de clientes, patentes, contratos, balanços financeiros etc. O vazamento destes dados pode trazer perdas irreparáveis para os causídicos.


Deste modo, é necessário implantar sistemas à prova de intrusos. Pensando nisso, a BCS Informática, que desenvolve sistemas para escritórios de advocacia e departamentos jurídicos, acaba de fechar uma parceria com a Safenet, uma das maiores empresas globais na área de segurança, passando a oferecer suas soluções integradas com softwares da Safenet. Com a criptografia de discos de notebooks, servidores, pastas de documentos ou documentos específicos além de login único em aplicações (token USB), todo acesso e tráfego de documentos fica protegido de invasões e também de violações dos dados contidos nos micros portáteis, em caso de roubo. Desta forma, é possível ainda compartilhar informações com alto nível de segurança.


Para Henrique Barreto de Aguiar, diretor comercial da BCS Informática, a preocupação com a segurança no setor jurídico é crescente, principalmente em razão da grande quantidade de documentos armazenados nos computadores e do deslocamento constante dos colaboradores dos escritórios de advocacia. "O uso freqüente de notebooks pelos executivos da área expõe as informações a sérios riscos de ataques físicos ou virtuais, podendo ser perdidas ou roubadas a qualquer hora", observa o executivo. "A área jurídica é muito sensível à informação sigilosa. Os advogados precisam preservar dados e processos", concorda Paulo Vianna, gerente de negócios da SafeNet.


Além da integração com o SISJURI, as soluções Safenet serão combinadas com o GED Worksite, da norte-americana Interwoven, líder mundial entre os escritórios de advocacia.


Algumas precauções adicionais também podem reduzir os riscos de roubo de laptops, principalmente em aeroportos, como transportá-los em mochilas para não chamar tanto a atenção ou, quando possível, levar um pen drive, apenas com os arquivos necessários para aquele trabalho e sempre manter back up para não perder todos os dados. Entretanto, sem implantar soluções seguras, informações sigilosas podem ir parar em mãos erradas.
________________

informativo de hoje

patrocínio

últimas quentes