Migalhas

Sexta-feira, 21 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Tribunal Internacional de Crimes de Guerra em Haia diz que Milosevic morreu de causas naturais

quinta-feira, 6 de abril de 2006


Tribunal Internacional de Crimes de Guerra em Haia diz que Milosevic morreu de causas naturais

O ex-líder da antiga Iugoslávia Slobodan Milosevic morreu de causas naturais, segundo uma nota divulgada nesta quarta-feira pelos promotores do Tribunal Internacional de Crimes de Guerra em Haia que investigaram sua morte


"(Milosevic) morreu de causa natural e não há indicação de que sua morte tenha sido resultado de um crime", disse a nota. "Durante a autópsia, foram diagnosticadas doenças cardíacas sérias. Não existem sinais de violência."


Milosevic foi encontrado morto em sua cela em Haia, no dia 11 de março.


Logo após sua morte, o advogado de Milosevic, Zdenko Tomanovic, afirmou temer que o ex-presidente havia sido envenenado.


Genocídio


Milosevic chegou a escrever sobre isso em uma carta ao governo da Rússia na qual ele reclamava do "tratamento inadequado" que vinha recebendo e pedia para receber cuidados médicos em Moscou.


O toxicólogo holandês Donald Uges, que examinou Milosevic duas semanas antes de sua morte, disse ter encontrado traços de rifampicina, um antibiótico forte, em seu sangue. A droga é usada para tratar tuberculose e hanseníase.


Os resultados preliminares da autópsia sugeriam, entretanto, que Milosevic havia morrido em decorrência de um ataque cardíaco, aos 64 anos de idade.


Slobodan Milosevic era acusado de crimes de guerra, genocídio e crimes contra a humanidade pelo papel que teve liderando a Sérvia durante as guerras na Bósnia, na Croácia e no Kosovo, nos anos 90.
__________________

Fonte: BBC

informativo de hoje

patrocínio

últimas quentes