Migalhas

Sábado, 4 de abril de 2020

ISSN 1983-392X

MP/SP repatria aos cofres públicos mais de um milhão de dólares desviados na gestão de Celso Pitta

x

segunda-feira, 29 de maio de 2006

 

De volta aos cofres públicos

MP/SP repatria aos cofres públicos mais de um milhão de dólares desviados na gestão de Celso Pitta

O MP/SP conseguiu repatriar ao cofres públicos mais de um milhão de dólares desviados para o exterior entre os anos de 1994-2000,período em que compreendeu também a gestão do  prefeito Celso Pitta, por ocasião da construção da Avenida Água Espraiada, na cidade de São Paulo.

As investigações do MP/SP tiveram início em 2002 e foram concluídas em novembro de 2005. Em dezembro de 2005, os Promotores Sílvio Marques, Saad Mazloum e Sérgio Sobrane, da Promotoria da Cidadania, ajuizaram ação de improbidade administrativa contra Celso Pitta e as Construtoras Mendes Jr. e OAS. Em janeiro de 2006, a juíza Simone Casoretti, da 14ª Vara da Fazenda Pública, concedeu liminar para bloqueio e repatriação dos bens.

A obra Água Espraiada, que teve início no ano de 1993 ,durante a gestão do Prefeito Paulo Maluf, foi concluída no ano de 2000 pelas construtoras Mendes Jr. e OAS e custou aos cofres públicos 800 milhões de reais. Cerca de 250 milhões de reais foram desviados para o exterior.

O dinheiro repatriado já está à disposição da justiça e em breve poderá retornar à conta bancária da Prefeitura Municipal de São Paulo.

_____________

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

-