Migalhas

Sábado, 29 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

Vestimenta

Advogada grávida é barrada no Fórum de TO por causa do vestido

A advogada, que está no sexto mês de gestação, foi barrada com base na resolução 5/15 do TJ.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Na tarde de terça-feira, 11, a presidente da Comissão de Direitos do Consumidor e conselheira estadual da OAB/TO, Priscila Costa Martins, foi impedida de entrar no Fórum de Palmas por causa do tamanho de seu vestido.

A advogada, que está no sexto mês de gestação, foi barrada com base na resolução 5/15 do TJ/TO, que proíbe a entrada no tribunal de pessoas com roupas "excessivamente curtas" (mais de 3 cm acima da linha do joelho).

De acordo com ela, a atendente do Fórum pediu para que ela virasse de costas, para ver como estava o comprimento da roupa na parte de trás.

"Eu disse que precisava entrar e tentei passar, mas quando cheguei na catraca, o policial colocou a mão na frente e não deixou."

Segundo o site G1, Priscila foi a 4ª mulher barrada no local nos últimos dias. Anteriormente, outra advogada, uma bancária e uma empregada doméstica foram impedidas de entrar no prédio por causa das roupas que usavam.

patrocínio

últimas quentes

-