sábado, 17 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Comemoração do dia mundial do meio ambiente e a política ambiental das Empresas

terça-feira, 6 de junho de 2006


Dia mundial do meio ambiente*


Comemoração do dia mundial do meio ambiente e a política ambiental das Empresas


Para comemorar o dia mundial do meio ambiente, ontem, a Embraer deu início a Semana do Meio Ambiente. Os empregados poderão conferir projetos dos alunos do Colégio Engenheiro Juarez Wanderley e algumas ações da área de Meio Ambiente da Embraer voltadas para a preservação dos recursos naturais.


Maria Inez Capps Engenheira de Meio Ambiente informou que nesta semana, a Embraer estará presente nas comemorações da cidade de São José dos Campos do Dia Mundial do Meio Ambiente. De 7 a 9 de junho (quarta, quinta e sexta-feira) haverá a participação da Empresa na I Feira Regional de Meio Ambiente, que se realizará no Pavilhão Gaivota, do Parque da Cidade,das 10h às 18h.


Uma parceria para o projeto de reflorestamento das nascentes do rio Paraíba do Sul, que a Embraer realiza desde 2004, será estabelecida com a Prefeitura Municipal de São José dos Campos. Devido à grandiosidade desta atividade e a necessidade de ampliação da educação ambiental da comunidade, outras instituições da cidade serão envolvidas. Deste Projeto também participa a Votorantim Celulose e Papel.


Além disso, como resultado desta parceria, cerca de dez toneladas de papel e papelão foram doadas para a Secretaria de Desenvolvimento Social, ação que colabora para a inauguração da Cooperativa Futura, que terá o objetivo de credenciar os catadores de lixo reciclável da cidade, melhorando a sua condição social.


Conheça os projetos de meio ambiente da Embraer


A Reciclagem


Nos últimos sete anos, o caminho trilhado pela Embraer para proteger o meio ambiente vem se expandindo para todas as áreas da Empresa e para todas as suas Unidades no Brasil e no exterior.


O primeiro passo foi dado com a implantação do Programa Embraer de Coleta Seletiva (PECS), em 1998.


Hoje, os recipientes do PECS estão presentes em todos os escritórios, hangares e áreas comuns da Empresa, seja na América, na Europa ou na Ásia.


Nas Unidades Brasil, a separação inicial de papel, copinhos plásticos e metal pelos empregados abriu espaço para a segregação de outros materiais recicláveis, como vidro, madeira, pilhas e baterias, isopor, espuma e até óleo de cozinha usado nos restaurantes.


A partir daí, veio a oportunidade de permutar os resíduos por novos produtos e itens reciclados, em vez de apenas enviá-los ou vendê-los às empresas homologadas para o reaproveitamento. Blocos, cadernos e folhas feitos de papel reciclado são trocados pelo lixo de papel e papelão. A sucata de madeira, antes armazenada ou enviada aos aterros sanitários da cidade, passou a ser utilizada pela carpintaria para a produção de novas embalagens e vendida para empresas que confeccionam caixas.


Em 2005, mais de 6,7 mil toneladas de diversos materiais foram reaproveitadas, o que corresponde a 75,77% do total de resíduos gerados na Unidade Faria Lima. Além da diminuição dos impactos ambientais, esses números também foram fonte de economia, gerando uma receita de R$ 10,2 milhões (US$ 4,8 milhões).

 Qualificação dos prestadores de serviços nos requisitos ambientais;


 Monitoramento dos efluentes doméstico e industrial, das fontes estacionárias (caldeiras, chaminés) e das fontes móveis movidas à diesel (veículos industriais e frotas da empresa/terceiros);


 Controle da limpeza do sistema de dutos de ar-condicionado e do manejo de pragas;


 Controle da qualidade da água para consumo humano e para serem utilizadas nos processos;


 Projeto sócio-ambiental de reflorestamento da mata ciliar do Ribeirão Vidoca;


 Intercâmbio com instituições como Grupo dos Profissionais do Meio Ambiente do Vale do Paraíba do Sul (GPMAI), Comitê Estadual Vale do Paraíba do Sul (CEIVAP) e Comitê da Bacia Hidrográfica do Vale do Paraíba do Sul (CBHP).

Outros projetos da área de meio ambiente


Qualificação dos prestadores de serviços nos requisitos ambientais;

 Monitoramento dos efluentes doméstico e industrial, das fontes estacionárias (caldeiras, chaminés) e das fontes móveis movidas à diesel (veículos industriais e frotas da empresa/terceiros);


 Controle da limpeza do sistema de dutos de ar-condicionado e do manejo de pragas;


 Controle da qualidade da água para consumo humano e para serem utilizadas nos processos;


 Projeto sócio-ambiental de reflorestamento da mata ciliar do Ribeirão Vidoca;


 Intercâmbio com instituições como Grupo dos Profissionais do Meio Ambiente do Vale do Paraíba do Sul (GPMAI), Comitê Estadual Vale do Paraíba do Sul (CEIVAP) e Comitê da Bacia Hidrográfica do Vale do Paraíba do Sul (CBHP). Para maiores informações, sobre como participar destes eventos: (55-12) - 3927-5624.(Maria Inez-Engenheira de Meio Ambiente-Embraer).

O exemplo destas empresas e seu esforço é um ideal a ser perseguido.


A Votorantim Celulose e Papel- VCP, Embraer, ABRAFORM e diversas outras empresas de escol e entidades, bem como, o escritório Almeida Camargo estarão presentes no IV evento de meio ambiente do Vale do Paraíba-ECOVALE.


Em tempos de Nota Fiscal Eletrônica, percebe-se que o papel não é o vilão ambiental. Espera-se que o Governo Digital, não transforme o Brasil numa Favela High Tech.

_____________

* Texto enviado por Coriolano Aurélio de Almeida Camargo Santos, do escritório Almeida Camargo Advogados.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 6/6/2006 07:40