Migalhas

Quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020

ISSN 1983-392X

França é ordenada a pagar indenização por deportar cerca de 76 mil judeus entre 1942 e 1944

x

quinta-feira, 8 de junho de 2006


Reflexos da 2º Guerra


França é ordenada a pagar indenização por deportar cerca de 76 mil judeus entre 1942 e 1944


O governo francês e a companhia ferroviária estatal do país, a SNCF, foram condenados a pagar indenizações por causa da deportação de judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

O caso foi aberto por um grupo de parentes de judeus deportados para o campo de Drancy, nos arredores de Paris, durante a ocupação nazista da França.


Mais de 75 mil judeus foram transportados de lá para campos de extermínio na Alemanha.


O tribunal considerou que tanto o Estado francês como a empresa de transporte seriam culpadas de crimes contra a humanidade. Eles foram condenados a pagar 60 mil euros (o equivalente a cerca de R$ 174 mil) para a família.


Fim da guerra


A defesa argumentou que a companhia foi forçada a colaborar com as forças de ocupação, se disse surpresa com o veredito e disse que vai recorrer.


Foi a primeira vez que um tribunal francês refutou esta linha de defesa.


"A corte reconheceu que essas não foram ações de indivíduos ou colaboradores, mas sim responsabilidade do Estado", disse Alain Lipietz, que teve o pai capturado em Toulouse em 1944 e enviado para Drancy.


Registros mostram que a SNCF continuou cobrando o governo francês pelo transporte dos judeus mesmo depois do fim da ocupação nazista.
___________

patrocínio

últimas quentes

-