quinta-feira, 9 de julho de 2020

ISSN 1983-392X

TJ/SP amplia sistema de teleaudiências

X

quarta-feira, 16 de agosto de 2006


Pela TV

TJ/SP amplia sistema de teleaudiências

O TJ/SP instala na próxima sexta-feira (18/8) equipamentos de vídeoconfererência nos fóruns de Presidente Bernardes e Presidente Venceslau, cidades de presídios de segurança máxima e com Regime Disciplinar Diferenciado (RDD), em que o detento fica isolado dos demais.

O sistema de Teleaudiências Criminais foi implantado em agosto de 2005 em 12 localidades, das quais seis são prisões: Centro de Detenção Provisória (CDP) de Guarulhos II, CDP Belém I, CDP Pinheiros, CDP Osasco I, CDP Parelheiros, Centro de Readaptação Penitenciária de Presidente Bernardes, e em seis salas de audiências no Fórum Criminal da Barra Funda: cinco varas criminais e um plenário do Júri.

De agosto do ano passado até julho deste já foram realizadas cerca de mil teleaudiências. Com o objetivo de aumentar a utilização do sistema o equipamento do CDP de Parelheiros será remanejado para o Presídio II de Presidente Venceslau. Dois equipamentos serão deslocados do Fórum Criminal da Barra Funda para os fóruns de Presidente Venceslau e de Presidente Bernardes.

O custo da implantação será assumido pela Companhia de Processamento de Dados – Prodesp, de acordo com o Termo de Cooperação do TJ e a Secretaria da Administração Penitenciária do Estado.

O sistema de teleaudiências funciona como uma audiência comum, com o emprego de dois aparelhos de TVs de 29 polegadas; um na sala do juiz e outro na prisão, focando réu. Dois microfones bidirecionais captam o som dos dois ambientes. No fórum ficam os advogados particulares do réu e na penitenciária, um do Estado para garantir que o preso não sofra coação.

O programa de teleaudiência informatizada possibilita maior segurança, economia, modernidade e rapidez no andamento processual. Todas as teleaudiências são gravadas digitalmente e convertidas em DVDs anexados aos processos.  

___________ 

informativo de hoje

patrocínio

Advertisement

últimas quentes

Cadastre-se para receber o informativo gratuitamente

WhatsApp Telegram