quinta-feira, 24 de junho de 2021

MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Justiça de SC solta preso com base na decisão do ministro Marco Aurélio

Publicidade

Prisão em 2ª instância

Justiça de SC solta preso com base na decisão do ministro Marco Aurélio

Reeducando beneficiado foi condenado à cinco anos de reclusão em regime inicial semiaberto.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2018

t

O juiz de Direito João Marcos Busch, de Joinville/SC, determinou o imediato cumprimento da decisão do ministro Marco Aurélio em caso de reeducando que foi condenado em razão da prática de crime comum.

O reeducando foi condenado à pena de cinco anos de reclusão em regime inicial semiaberto. Ao determinar o imediato cumprimento da cautelar proferida na ADC 54, o magistrado cita trechos da decisão do ministro e afirma:

"Ainda que seja notório que a decisão em apreço abarca o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, cuja execucao é provisória, pois passível ainda de recurso perante as instâncias superiores, o fato é que ela se destina a milhares de pessoas que estão presas sem que a sentença que as condenou tenha transitado em julgado e sem que prisão preventiva anterior tenha sido decretada."

Como no caso concreto a ação penal não transitou em julgado e considerando que o magistrado de 1º grau deve respeitar as decisões tomadas pelas Cortes Superiores, o julgador suspendeu a execução e ordenou a libertação do detento.

  • Processo: 0002941-33.2018.8.24.0038

Veja a decisão.

*Às 19h39, o ministro Toffoli, presidente do STF, suspendeu a decisão do ministro Marco Aurélio, em prestígio à decisão colegiada que permite a prisão após 2ª instância. A decisão vale até o julgamento de mérito das ADCs, em 10 de abril de 2019.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 19/12/2018 18:03

LEIA MAIS