segunda-feira, 26 de julho de 2021

MIGALHAS QUENTES

  1. Home >
  2. Quentes >
  3. Magistrados não precisam seguir jurisprudência, afirma maioria dos ministros dos Tribunais Superiores
Perfil da magistratura

Magistrados não precisam seguir jurisprudência, afirma maioria dos ministros dos Tribunais Superiores

Segundo pesquisa da AMB, 55% desses magistrados entendem que julgadores deveriam poder decidir sem seguir necessariamente a jurisprudência dos Tribunais.

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Realizada pela AMB, a pesquisa nacional "Quem somos - A magistratura que queremos" traça o perfil da magistratura brasileira. Produzida pelos professores Luiz Werneck Vianna, Maria Alice Rezende de Carvalho e Marcelo Baumann Burgos, com a coordenação da Comissão Científica da Associação a cargo do ministro do STJ Luis Felipe Salomão, a pesquisa contou com 3.851 respostas de juízes ativos e inativos.

t

Entre os dados coletados, a pesquisa também abordou a opinião dos magistrados sobre a necessidade de decidir sem se pautar pelo sistema de súmulas e precedentes vinculantes. Segundo a pesquisa, 51,8% dos juízes de 1º grau entende que deveriam poder decidir sem se pautar na jurisprudência.

Entre os juízes de 2º grau em atividade, a pesquisa revela que a porcentagem de magistrados que entende que não deveria se pautar pela jurisprudência é semelhante: 51,3% dos magistrados.

Nos Tribunais Superiores, de acordo com a pesquisa, a porcentagem de magistrados que entendem que não deveriam se pautar na jurisprudência é ainda maior. Ao todo, de 20 ministros entrevistados pela pesquisa, 55% concorda que os julgadores deveriam poder decidir sem seguir o sistema de súmulas e precedentes vinculantes.

Já entre juízes e desembargadores inativos, 63,9% concordam que magistrados deveriam poder decidir sem seguir necessariamente a jurisprudência dos Tribunais.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 12/2/2019 09:55

LEIA MAIS