sexta-feira, 23 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Reforço

Paulo Lilla é o novo contratado do Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados Associados

O advogado irá liderar, a partir de agosto, o time consultivo de Direito Digital e Proteção de Dados.

terça-feira, 30 de julho de 2019

tO advogado Paulo Lilla é o novo contratado do Opice Blum, Bruno, Abrusio e Vainzof Advogados Associados. A partir de agosto, ele irá liderar o time consultivo de Direito Digital e Proteção de Dados do escritório, atuando em todos os aspectos de direito digital, privacidade e proteção de dados, contratos eletrônicos, de software e tecnologia, propriedade intelectual, direito antitruste, bancário digital, e aspectos de proteção de dados relacionados a operações M&A e outras transações comerciais.

Paulo é Doutor e Mestre em Direito Internacional pela Universidade de São Paulo (USP). Especialização em Direito e Tecnologia da Informação pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI/USP). Extensão em Direito Digital Aplicado pela FGV/EDESP. Foi Visiting Scholar na Stanford Law School (2012). Foi Professor de Direito na Escola de Administração da FGV e na Escola Superior de Advocacia - ESA/OAB. 

Paulo passou por escritórios full service de primeira linha, como Lefosse, Mattos Filho e Veirano. Possui forte experiência em assuntos de Direito Digital, Proteção de Dados, Direito Concorrencial e Propriedade Intelectual, em especial aqueles relacionados a proteção de dados pessoais em operações de M&A, joint ventures e contratos comerciais nacionais e internacionais. É Data Protection Officer (DPO) certificado pelo European Centre of Privacy and Cybersecurity - ECPC da Universidade de Maastricht ("ECPC-B Professional Data Protection Officer - DPO").

Autor do livro "Propriedade Intelectual e Direito da Concorrência: Uma abordagem sob a perspectiva do Acordo TRIPS", além de diversas outras publicações nas áreas de direito digital, proteção de dados, propriedade intelectual e concorrência. É membro do Instituto dos Advogados de São Paulo - IASP, do Instituto Brasileiro de Estudos sobre Concorrência, Consumo e Comércio Internacional - IBRAC, da Associação Brasileira de Propriedade Intelectual - ABPI, da Associação Brasileira de Direito e Tecnologia da Informação - ABDTIC, e da International Association of Privacy Professionals - IAPP.

_____________

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 30/7/2019 08:31