sexta-feira, 16 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Atividades essenciais

Com base em decreto Federal, juiz permite abertura de salão de beleza em Manaus

Magistrado asseverou que salão deve observar as exigências da OMS e Anvisa para evitar contaminação pela covid-19.

quinta-feira, 21 de maio de 2020

O juiz de Direito Cezar Luiz Bandiera, da 5ª vara da Fazenda Pública de Manaus/AM, concedeu liminar suspendendo os efeitos do auto de infração, emitido pela vigilância sanitária municipal, e autorizou o funcionamento de um salão de beleza.

t

Conforme os autos, a proprietária estava organizando o salão para reabertura quando foi surpreendida pela fiscalização da vigilância alegando que não seria possível reabrir o estabelecimento por conta do decreto municipal 4.795/20, o qual proibiu as atividades, mesmo já estando em vigor o decreto federal 10.344/20.

Ao analisar o caso, o magistrado, considerando o conjunto probatório, considerou que o decreto federal permite a abertura de salão de beleza, por ser considerado atividade essencial.

O magistrado destacou ainda, que o funcionamento da empresa fica condicionado à observância das demais regras atinentes ao combate da covid-19 e exigências da OMS e da Anvisa, tais como o uso de máscara e respeito ao distanciamento social.

Veja a decisão.

_____________

Para que o leitor encontre as notícias jurídicas específicas sobre coronavírus, reunimos todo o material em um site especial, constantemente atualizado. Acesse: www.migalhas.com.br/coronavirus

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 21/5/2020 09:28

LEIA MAIS