quinta-feira, 15 de abril de 2021

MIGALHAS QUENTES

Publicidade

Pandemia

TJ/SC: home office e suspensão de prazos de processos físicos seguem até 30 de junho

Segundo resolução conjunta, ainda não se apresentam as condições necessárias para a plena retomada das atividades presenciais.

segunda-feira, 8 de junho de 2020

O Poder Judiciário de Santa Catarina prorrogou, pelo menos até o próximo dia 30 de junho, as medidas de caráter temporário para a mitigação dos riscos decorrentes do novo coronavírus.

Desta forma, as atividades nos âmbitos administrativo e jurisdicional permanecem em regime de home office, sendo garantido o atendimento ao público externo por meio remoto. Também continuam suspensos até o próximo dia 30 de junho os prazos judiciais e administrativos em processos que tramitam em meio físico.

A prorrogação está oficializada em resolução conjunta 14/20 assinada com a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Soraya Nunes Lins.

t

O documento aponta que ainda não se apresentam as condições necessárias para a plena retomada das atividades presenciais no Poder Judiciário catarinense, conforme avaliação do Gabinete de Acompanhamento da Situação da covid-19.  Segundo Roesler:

"Haverá a prorrogação desse isolamento que estamos vivendo e, consequentemente, dos atos presenciais. Suspendemos no mínimo até 30 de junho, quando então faremos novamente um estudo sobre a atual situação, observando os protocolos da ciência médica envolvendo a pandemia."

Conforme a resolução, também ficam suspensas até a mesma data as apresentações mensais em juízo dos apenados no regime aberto, bem como dos réus que cumprem medida cautelar e suspensão condicional do processo.

Da mesma forma, permanecem suspensas até 30 de junho a visitação e entrada de pessoas nas dependências do Museu do Judiciário, bibliotecas, restaurantes, caixas eletrônicos e demais espaços do Poder Judiciário, além da realização de quaisquer eventos coletivos sem relação direta com as atividades jurisdicionais.

Até 30 de junho também não serão realizadas audiências e sessões de julgamento administrativas e judiciais com a presença física dos participantes, ressalvados os casos previstos pelo ato normativo.

A publicação de acórdãos, sentenças, decisões, editais de intimação, notas de expediente e outras matérias de caráter judicial e administrativo ocorrerá regularmente no Diário da Justiça Eletrônico, observada a suspensão de prazos.

  • Veja a íntegra da resolução conjunta 14/20.

__________

Para que o leitor encontre as notícias jurídicas específicas sobre coronavírus, reunimos todo o material em um site especial, constantemente atualizado. Veja, clique aqui: www.migalhas.com.br/coronavirus 

t

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 9/6/2020 06:40

LEIA MAIS