sexta-feira, 25 de setembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

STJ

Ministro Fischer revoga prisão domiciliar de Queiroz e esposa

Em julho, ministro Noronha concedeu prisão domiciliar, em decisão no plantão judiciário.

O ministro do STJ Felix Fischer revogou nesta quinta-feira, 13, a prisão domiciliar de Fabrício Queiroz e sua esposa Márcia Aguiar, investigados em um suposto esquema de "rachadinhas" na Alerj - Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. Com a decisão, ambos devem voltar à prisão. A revogação atendeu ao pedido da PGR.

Queiroz e sua esposa estão em prisão domiciliar devido a uma liminar concedida pelo presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha, no dia 9 de julho, durante o período de recesso do tribunal.

t

Relembre

Em 18 de junho, o ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, Fabrício Queiroz, foi preso em Atibaia/SP, na casa do advogado do senador.

Os mandados de busca, apreensão e de prisão contra o ex-assessor e motorista foram expedidos pela Justiça do Rio de Janeiro no âmbito de investigação, conduzida pela Polícia Civil e pelo MP, que apura esquema de "rachadinha" na Alerj - Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

Segundo relatório do antigo Coaf, Queiroz movimentou cerca de R$ 1,2 milhão em sua conta de maneira considerada atípica entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017.

O procedimento investigatório criminal do Ministério Público Estadual do RJ que apura as irregularidades envolvendo Queiroz na Alerj foi suspenso por decisão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli em 2019.

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 14/8/2020 09:26