domingo, 27 de setembro de 2020

MIGALHAS QUENTES

Visual Law

Escritório aborda as vantagens do Visual Law

Segundo causídicos, a comunicação da área legal se torna mais interativa, sintetizada e rápida.

Para o escritório Lee, Brock, Camargo Advogados (LBCA), mesmo digitalizados, os processos se mantiveram imutáveis ao longo de séculos e reúnem um grande conjunto de documentação para serem lidas e analisadas. Agora, segundo a banca, uma nova ferramenta de comunicação jurídica, o Visual Law ou Visual Legal, vem permitindo que os operadores do Direito ganhem tempo.

t

A nova ferramenta emprega uma série de recursos da tecnologia, da comunicação (linguagem visual) e do design para tornar a comunicação da área legal mais interativa, sintetizada e rápida.

Segundo o advogado Jayme Barbosa Lima Netto, sócio do escritório, que utiliza o recurso do Visual Law, é fundamental saber quem é o usuário final de sua mensagem.

"No caso de um conflito que chegou à Justiça, serão os magistrados. Com o Visual Legal é possível transformar os argumentos em uma comunicação jurídica mais organizada e acessível, empregando, por exemplo, um fluxograma."

Para produzir uma mensagem mais eficaz através do Visual Legal, o escritório LBCA conta com uma equipe multidisciplinar (advogados, designers, jornalistas, equipe de TI, etc.) que vem trabalhando há cerca de um ano na criação de padrões e métricas para projetos de Visual Legal ligados ao mundo jurídico.

De acordo com o sócio Fernando de Paula Torre, outro entusiasta da ferramenta, ela permite que os dados da petição, do recurso e dos memoriais ganhem uma linguagem visual, facilmente compreensível. 

"A visualização ajuda no entendimento e reforça a mensagem para o usuário final. Tanto que um magistrado pode abrir um vídeo que explica em um minuto um ponto complexo do processo ao invés de ler dezenas de páginas."

Segundo o sócio Jayme Barbosa Lima Netto, o Judiciário está recebendo positivamente esse novo formato de comunicação jurídica, "até porque poupa tempo do juiz, que consegue ter a informação de 10 laudas resumida em um vídeo de dois minutos". Ele lembra que a ferramenta foi usada pelo governo do Canadá, por exemplo, para criar versão de leis, que se tornaram mais amigáveis para os cidadãos.

Do ponto de vista da eficácia, o Visual Law tem trazido resultados expressivos, um ano após sua adoção. A fundamentação de teses através de recursos visuais, fluxogramas e vídeos auxiliou no aumento de mais de 30% nas vitórias em casos de direito do consumidor e da redução de mais de 20% das condenações em casos envolvendo direito bancário.  

_________

Por: Redação do Migalhas

Atualizado em: 14/8/2020 05:06